O Que São Bens de Base?

As indústrias são divididas em diferentes tipos de acordo com a sua atuação e produção. Historicamente as indústrias nasceram durante a Revolução Industrial, no século 18, na Inglaterra. No decorrer dos séculos o papel das indústrias se tornou mais destacado e houve um processo de segmentação e divisão em categorias interligadas.

A função das indústrias, de maneira resumida, é transformar matéria-prima em produtos que podem ser usados por outras indústrias para fabricar outros produtos ou destinados para o consumidor final. As indústrias podem ser categorizadas como indústrias de base, intermediárias, de ponta e de bens de consumo.

Em todas essas indústrias é necessário investimento em maquinário e mão-de-obra qualificada para utilizá-lo. Cada categoria de indústria possui subgrupos, continue lendo para saber mais sobre a indústria de bens de base e o seu papel para movimentar as outras indústrias.

O Que São Indústrias de Bens de Base?

Indústrias de base são conhecidas popularmente como indústrias pesadas ou indústrias de bens de produção, nessa categoria estão indústrias de bens de capital e indústrias extrativas. O trabalho desse tipo de indústria é processar matérias-primas brutas ou energia para dar origem a produtos utilizados por outras indústrias.

As indústrias extrativas, como seu nome indica, realizam a extração de matérias-primas (mineral ou vegetal) para outras indústrias utilizarem. Dentre os produtos que podem ser extraídos estão petróleo, carvão mineral, madeira, minério entre outros. Por sua vez as indústrias de bens de capital são aquelas que produzem maquinário e equipamentos para as indústrias de base. Alguns segmentos de atuação dessas indústrias são siderurgia, metalurgia, petroquímica entre outros.

Bens de Base e Sua Relevância

Os bens de base são responsáveis por movimentar boa parte da economia do Brasil até mesmo as exportações. Como já mencionado os bens de base são aqueles primários que tem ligação com matéria-prima. Alguns desses bens estão relacionados a energia necessária para produzir outros bens, ou seja, serão utilizados por outras indústrias para criar novos produtos. Os bens de base incluem água, madeira, plantas, petróleo, madeira entre outros.

É importante destacar que alguns bens de base também podem ser bens de consumo, algo fácil de observar dentre os alimentos que podem ser consumidos ou empregados na produção de outras mercadorias. Para quem um bem seja classificado como de base basta que ele seja produzido por uma indústria com o objetivo de atender a demanda produtiva de outra indústria.

Bens de Base

Bens de Base

Entendendo o Trabalho das Indústrias de Bens de Base

Para entender o conceito de bens de base é interessante analisar todo o ciclo, para isso tomaremos o exemplo da madeira. A função da indústria de bens de base é extrair as árvores, trata-las e cortar o seu tronco em pedaços para facilitar o seu uso em outras indústrias como a moveleira ou de papel, por exemplo. É interessante mencionar que as indústrias de bens de base são as principais exportadoras do país.

Outro exemplo pertinente de indústria de base no Brasil é a de petróleo, o óleo bruto é captado e vendido para o exterior onde outras indústrias o refinam e nos vendem de volta com um preço superior ao da primeira negociação. Esse ciclo se repete com outros produtos, é bastante comum em setores de companhias estatais, no entanto, há diversas empresas privadas que se especializaram em produção de bens de base.

Dependência do Transporte

As indústrias de base tem grande relevância para o país por gerar um grande número de postos de emprego, porém, são empresas com grande dependência da malha de transportes para o escoamento de sua produção. O transporte pode ser aéreo, marítimo ou rodoviário. No Brasil a última opção é a mais utilizada e em 2018 ficou evidente a fragilidade desse sistema com a greve dos caminhoneiros.

Bens de Base Não São Bens de Capital

Indústria de Bens de Capital

Indústria de Bens de Capital

É muito comum que seja feita a confusão entre bens de capital e bens de base, no entanto, eles não são a mesma coisa. Basicamente bens de capital são as máquinas utilizadas pela indústria para realizar a sua produção a partir dos bens de base. Existe uma relação íntima entre bens de base e de capital, mas não são sinônimos.

O maquinário utilizado nas indústrias é fabricado a partir de minérios como o de ferro que são fornecidos pelas indústrias de base. Em contrapartida a indústria de bens de capital é responsável pelo desenvolvimento de mecanismos que serão empregados na indústria de bens de base. Não dá para desvincular esse tipo de indústria, mas é necessário compreender a competência de cada uma.

Conceitos de Outros Tipos de Indústrias

Para que fique mais claro o papel das indústrias de base vamos apresentar o conceito de outras categorias de indústrias a seguir.

– Indústrias Intermediárias

São as indústrias que fazem a intermediação entre as indústrias de base e de bens de consumo. Essas indústrias atuam coletando as matérias-primas processadas pelas indústrias de base e produzindo equipamentos e peças para o uso nas indústrias de bens de consumo. Alguns exemplos são as indústrias de automóveis, máquinas, computadores, motores entre outros.

– Indústrias de Bens de Consumo

Conhecidas também como indústrias leves, as indústrias de bens de consumo, são chamadas assim porque atuam na produção de bens direcionados para o mercado consumidor. Pelo tipo de produção que possui, geralmente, essas indústrias ficam situadas mais perto dos grandes centros urbanos facilitando assim a sua distribuição.

A produção nesse tipo de indústria é realizada tomando por base as matérias-primas resultantes do trabalho das indústrias de base e intermediárias. As indústrias de bens de consumo podem ser divididas em três subgrupos que são: bens duráveis, bens semiduráveis e bens não-duráveis. Os bens duráveis são aqueles produzidos para ter uma durabilidade mais prolongada como veículos, eletrodomésticos, móveis entre outros.

Já os bens semiduráveis são aqueles que têm um período mediano de vida útil como calçados, aparelhos de celular, roupas entre outros. Por fim os bens não-duráveis são aqueles de primeira necessidade que são rapidamente consumidos como bebidas, alimentos, cosméticos entre outros.

– Indústrias de Ponta

São as indústrias voltadas para a alta tecnologia e tem como grande diferencial a mão-de-obra mais qualificada, demanda ter colaboradores com títulos de nível superior como graduação, mestrado, doutorado. Um bom exemplo desse tipo de indústria é a de informática que precisa estar em constante aprimoramento.

Gostou de saber mais sobre indústrias de bens de base? Curta e compartilhe em suas redes sociais!

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Negócios

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *