CDB Progressivo Simulador

Todos nós sabemos a importância da economia em nossas vidas. Isso porque, foi com isso que a sociedade conseguiu se estruturar e se tornar o que é hoje. Vale relembrar que, no início da história, o ser humano era só mais um animal jogado na Terra, com a missão de perpetuar a sua espécie com busca a comida, água e proteção contra os fenômenos naturais, bem como, também, aos grandes animais que habitavam o planeta Terra naquela época.

Os seres humanos eram conhecidos como nômades, ou seja, não eram fixados em nenhum local por muito tempo ,e isso tem a ver com as questões de sobrevivência, pois os alimentos eram muito escassos. Durante milhares e milhares de anos, o comportamento humano foi desse modo, até que ele percebeu que era possível fazer diversas outras coisas em vez de somente caçar animais: coleta de frutas (embora ele já fizesse isso antes), plantar o próprio alimento, além, é claro, de poder domesticar certos animais selvagens que passaram a ser criados para própria subsistência.

Com isso, os seres humanos passaram a se fixar em regiões que antes não faziam isso, justamente por causa dessas facilidades. Com isso, e com o começo da noção de propriedade privada, o ser humano começou a formar uma comunidade, que é a base da sociedade e da civilização que temos noção hoje.

A Economia

Como já dito anteriormente, a economia começou a ficar presente na vida da população nessa época, já que, com a crescente noção de propriedade privada das pessoas, ela passou a se transvestir nas operações de troca entre as pessoas, principalmente em se tratando de comida e outros itens que poderiam interessar. Por exemplo: um indivíduo plantou muito tomate e, como sobrou, ele armazenou em sua propriedade. Outra pessoa, no entanto, tinha muita batata, também armazenada e precisava de tomates. Então, essas duas pessoas negociavam os seus itens e faziam a troca. Isso podemos dizer, também, que foi a primeira noção de venda e troca das pessoas, que utilizavam diversos tipos de barganha para poder obter aquilo que ainda não tinha. Anos se passaram até que transformassem essas “moedas” de troca em dinheiro.

O Comércio

E, atualmente, o mundo comercial é bastante diversificado, existindo diversos meios de se realizar uma compra, seja ela ao vivo ou virtual, ou seja, por meio de uso de dispositivos como celulares, computadores e tablets, é possível realizar compras, analisar a situação do cartão de crédito, fazer transferências bancárias, enfim. Uma infinidade de coisas. E a economia é um bom indicador para saber se as coisas andam bem num país. Por exemplo: se a economia estiver bem, a probabilidade de outros indicadores do país, incluindo o social, podem também estar seguindo pelo mesmo caminho. O mesmo não pode ser dito caso os indicadores econômicos estejam ruins: nesse caso, a probabilidade de os demais indicadores estiverem ruins é bem maior.

O Que É CDB?

Quando falamos em dinheiro, logo pensamos a infinidade de coisas que podemos fazer quando temos bastante dele. Algumas pessoas preferem curtir a vida, e fazer coisas que sempre tiveram vontade. Outras, no entanto, preferem fazer com que esse dinheiro possa ser utilizado com uma maior cautela, a fim de que esse dinheiro possa ser empregado em eventuais casos, como uma emergência ou uma viagem futura, por exemplo. E, se você optar pela segunda opção, que tal fazer esse dinheiro render mais do que se manter ele guardado em sua casa, ou em uma caderneta de poupança?

Hoje, o nosso artigo irá falar um pouco mais sobre o CDB, bem como algumas dicas de como utilizá-lo. Vamos lá?

A Ferramenta CDB

CDB e CDI

CDB e CDI

O CDB nada mais é do que uma ferramenta que pode te ajudar a escolher as melhores opções de investimento para o seu dinheiro. Nesse caso, o CDB, que é a sigla para Certificado de Depósito Bancário, é um investimento do tipo “Renda Fixa”, que pode constar em suas carteiras de investimento. Ou seja, com essa definição sobre o CDB, é possível que você saiba o quanto o seu dinheiro irá render, dependendo, logicamente, de qual taxa você adquiriu para tal.

Tal certificado, como o próprio nome indica, é emitido pelos bancos. Nele, consta a quantidade de dinheiro que o banco tomou emprestado de você, mas com uma porcentagem de rentabilidade. Nesse caso, os rendimentos obtidos com esse empréstimo costumam ser bem maiores(inclusive maior que a da poupança), justamente para que o banco consiga capitalizar para si o maior número de investidores possível.

Um dos maiores incentivadores para que isso possa funcionar é o Fundo Garantidor de Credito, que funciona como uma seguradora: caso algum problema aconteça com o banco, o seu dinheiro está seguro (desde que seja valores de até 250 mil reais). Nesse caso, se o banco que você investiu o dinheiro passe por algum processo danoso, como o de quebra, o seu dinheiro está a salvo e você o receberá, do mesmo jeito.

Os Tipos De CDB

É muito importante que se conheça, basicamente, os tipos de CDB, que podem se adequar a cada tipo de investidor. Nesses casos, o CDB oferece os prefixados, os pós-fixados e os híbridos, sendo que, esse último,  pagam os juros mais a inflação do período de investimento.

Muitos especialistas recomendam o investimento em CDB, principalmente para aqueles que estavam começando nessa carreira. Isso porque, o CDB é um dos modos de investimento com risco muito menor que os mais badalados do mercado, e, ao mesmo tempo, apresenta uma rentabilidade muito interessante. Além da segurança que o investimento oferece, muito propiciado pelo FGC.

Outra coisa boa é que não há nenhum tipo de mistério com esse tipo de prática, no qual você saberá, desde o começo, o quanto o seu dinheiro irá render até a data limite do investimento, bem como, poderá ficar a par disso a todo momento. Para aqueles que têm um perfil mais “conservador” em relação aos investimentos, o CDB é uma ótima pedida.

Caso você queira saber mais sobre um simulador progressivo de CDB, consulte o link a seguir, para poder saber mais:

https://blog.rico.com.vc/simulador-cdb

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Mercado

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *