Crise e Desemprego nos EUA

Olá mundo! Como esta? Perguntaria um viajante interplanetário se passasse em nosso planeta, especialmente nos Estados Unidos da América, ao que, com certeza, os americanos responderiam: atolados até o pescoço no desemprego, mas ainda oferecendo uma grande Resistência à Crise pela qual passamos. É da índole americana, a tenacidade e a força com que se entregam a luta, na procura de seus objetivos. Certamente não vai ser deferente agora, diante da desolação e do desemprego que atingiu os norte-americanos.

Crise e Desemprego nos EUA

Crise e Desemprego nos EUA

Como os americanos também são humanos, a intolerância política aparece por lá, pois recentemente, o Presidente Obama, do Partido dos Democratas, destinou verba federal aos Estados para ajudar no Seguro Desemprego, ao que o Governador do Estado da Virginia, Republicano, não aceitou, alegando questões inconcebíveis em uma situação quase de calamidade pública como é a crise e desemprego nos EUA. Foram rejeitados 125 milhões de dólares pelo governador da Virginia, que poderia, sem dúvida, pelo menos, amenizar a situação crítica por que passa a Economia dos EUA. É preciso sempre analisar a relação de Custo Benefício das coisas antes de tomar uma decisão. E o povo da Virginia que fica entre a crise e o desemprego nos EUA, sem saber o que fazer? Talvez agora reflitam sobre a importância dos seus votos. Mas o problema não é este.

Trabalho

Trabalho

O grande problema e a crise e o desemprego os EUA, onde o Seguro Desemprego funciona diferente do nosso, ou melhor, dizendo, o sistema do trabalho está organizado de maneira diferente, pois a grande maioria dos trabalhadores americanos trabalha em regime temporário, não completando sequer, um ano de trabalho em cada firma, o que não ajuda o Crescimento do Trabalho Formal, em um sistema muito liberal, em que demite o funcionário a hora que quiser sem precisar de motivo algum, embora a crise e o desemprego nos EUA, notadamente na questão da ausência de estabilidade no emprego, não seja apenas do governo, pois o trabalhador americano é muito exigente e acha sempre que merece ganhar mais, trocando assim, seguidamente de emprego, sem alcançar a estabilidade que no Brasil, contempla o trabalhador.

Política

Política

O imediatismo do trabalhador, sem se importar muito com a estabilidade no trabalho, nesta hora de crise, facilita aqueles que admitem a flexibilidade de demitir sem justificativa, pois assim, conseguem reduções consideráveis em suas folhas de pagamento, que e alguns casos, chegam a 70%, o que para eles é um alivio. Crise e desemprego nos EUA é muito mais do que a perda do emprego, pois o mercado interno vai enfraquecendo enquanto grandes quantidades de mercadorias vão ficando nas prateleiras, pois mais de 15% dos trabalhadores americanos estão sem emprego e sem dinheiro para comer ou pagar seu aluguel. A situação com a crise e o desemprego nos EUA é tão grave, que muitos comerciantes se tornaram Empreendedor Individual, dispensando seus empregados, passando a trabalhar sozinho para enfrentar a crise e a Carga Tributária que é muito pesada.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Governo

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *