Ações Ou Fundos Imobiliários No Longo Prazo? Qual O Melhor?

Economia: Fundos De Investimentos Imobiliários

Comecemos falando sobre o que é e qual seria uma breve definição acerca dos fundos imobiliários, porque muita gente fala sobre eles, mas um grande número de pessoas não entende de fato do que se tratam esses fundos, o que significa isso e o qual é a real ligação deles com o mercado imobiliário. Vamos começar falando que esse tipo de fundo está diretamente ligado aos empreendimentos de construção, principalmente aos grandes empreendimentos. Lembrando que as ações de compra e venda de qualquer investimento requer a intermediação de um profissional cadastrado e autorizado, o qual é normalmente chamado de broker, muito encontrados nas consultorias financeiras e outras empresas de negociação do setor.

O Fundos imobiliários que formalmente são chamados de fundos de investimentos imobiliários ou FII são fundos feitos com o objetivo de impulsionar ou apenas aplicar recursos ao universo imobiliário, independentemente do tipo de empreendimento que se deseja trabalhar, seja ele uma grande construção de um espaço que ainda será lançado ou algo que já foi construído, mas que precisa de incrementos e incentivos financeiros para alavancar seu valor ou suas vendas, seja na área de publicidade, de reformas, de inovações, etc. Qualquer imóvel de qualquer setor pode ser o beneficiário, não necessariamente deve ser um empreendimento particular, ele pode ser também ligado aos governos locais, estaduais e até federais.

Bom agora que você já sabe para que são usados os investimentos dos fundos financeiros imobiliários, você já sabe em qual tipo de negócio eles podem ser usados e como, o que falta e o que você precisa saber como base para entende-lo é sobre o seu principal objetivo, que claramente como qualquer outro tipo de fundo de investimento, se trata de fazer uma aplicação e ganhar um retorno financeiro de volta, preferencialmente um bom retorno, com uma agradável margem de lucro, portanto, podemos definir o seu objetivo como sendo lucrar com as atividades ligadas ao universo imobiliário, seja o lançamento de empreendimentos, seja o aluguel de imóveis já prontos, seja a venda de imóveis de qualquer tipo que seja, seja a reforma ou qualquer outro tipo de ação que gere algum retorno em lucro monetário.

Muitas pessoas hoje até mesmo defendem que a aplicação do dinheiro em fundos de investimentos imobiliários é muito mais vantajosa do que a compra de um imóvel e elas usam alguns argumentos sólidos para defender esse ponto de vista, tais como a burocracia ser bem menor quando se trata de investimentos, pois a documentação necessária, contratos, etc será tudo intermediado pelos profissionais chamados de broker, especializados em fazer investimentos, as negociações acontecem na bolsa de valores do respectivo país de origem.  Sendo assim os riscos em relação a posterior venda são muito reduzidos, outro ponto muito assinalado é que quando se trata de investimentos é possível diversificar os investimentos, colocar valores monetários menores em uma maior variedade de negócio, em um imóvel real isso não acontece já que todo o valor dele está parado em apenas um investimento, entre outros.

Fundos De Investimentos Imobiliários

Fundos De Investimentos Imobiliários

Ações E Fundos Imobiliários a Longo Prazo, Qual São Os Melhores?

O que dizem no mundo financeiro é que quanto mais tempo você pode esperar pelo retorno de um investimento melhor, afinal ele poderá render mais e você pode optar por negociações que tenham uma margem de lucro maior, já que não a urgência de ter o dinheiro nas mãos em um futuro tão breve, as negociações a longo prazo definitivamente abrem o seu leque de opções, fazendo com que possa escolher as melhores oportunidades, essa mentalidade é inclusive indicada por alguns dos mais bem sucedidos investidores do mundo, entre outras ações.

Mas vamos lá, quais são os fundos de investimentos mais interessantes para quem quer e pode fazer um investimento que seja a longo prazo? O que os profissionais atuantes na área indicam no mercado? É preciso esclarecer que há alguns tipos de fundos diferentes e são eles os fundos de papel, os fundos de tijolos e os chamados fundos híbridos. Os fundos de tijolos têm como principais investimentos os empreendimentos físicos, construídos ou a construir, enquanto que os fundos de papel estão relacionados ao Certificado de Recebíveis Imobiliários e também as Letras de Crédito Imobiliário, ou seja, está ligado a investimentos de renda fixa.

Os fundos híbridos contam com uma mistura de todos os tipos de investimentos do setor imobiliário, independentemente do tipo, podendo investir até mesmo em outros fundos dessa área. Uma informação necessária é que os fundos de papel oferecem muito mais estabilidade que os outros, pois estão bem menos sujeitas as oscilações do mercado e aos juros econômicos. Normalmente todos esses investimentos tem como principal característica a sua renda fixa, porém variável (pode ser mais variado ou menos variado dependendo da escolha de investimento).

Devemos considerar que 2020 está sendo um ano muito atípico em termos gerais, o que claramente se reflete na economia, afinal já passamos e ainda estamos enfrentando momentos de incerteza devido principalmente a crise do corona vírus (COVID 19) que atingiu o mundo todo, incluindo o Brasil que foi atingido de uma forma ainda mais forte, devido à crise política e econômica que vinhamos enfrentando antes de tudo isso acontecer e que se agravou mais ainda durante a pandemia, além disso, o altíssimo número de pessoas afetadas pela situação e o mal gerenciamento do governo federal em total desordem, tudo isso reflete na imagem externa do Brasil afetando o setor de investimentos estrangeiros, mas esse é um longo assunto, o ponto é que a indicação para esse período de incertezas é procurar por investimentos que apresentem um crescimento que tem por característica serem contínuos.

É claro que também é importante avaliar o histórico ligado aquele investimento, mas esse histórico, os lucros anteriores não são determinantes para escolher um investimento nesse caso, já que os fundos imobiliários se tratam de renda variável e sendo assim, ela pode ter altos e baixos, o importante é o resultado a longo prazo, por isso é preciso o estudo e avaliação das outras informações relacionadas aos investimentos e não ficar preso apenas analisando os números. A seguir daremos algumas sugestões:

Fundos Imobiliários

Fundos Imobiliários

  • Investir nos chamados Fundos de Recebíveis pode se mostrar uma boa ideia, pois ele apresenta menos riscos associados, o que para períodos como o que estamos vivendo é uma alternativa muito interessante, além disso, os rendimentos ligados a esses investimentos são muito bons.
  • Os fundos de fundos são também uma boa ideia, pois eles apresentam uma boa margem de segurança, são os fundos que investem em outros fundos já existentes.
  • Os fundos do Banco Inter, do Via Varejo e também do Sinquia tem se mostrado excelentes opções de investimentos.
  • Os fundos de ativos logísticos também se mostram uma excelente opção já que houve um aumento da procura principalmente em relação aos chamados e-comerce, ou seja, as lojas digitais, que trabalham apenas em funcionamento online, esse tipo de negócio se fortaleceu muito em meio à pandemia.
Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Negócios

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *