Itaú Investimentos Tesouro Direto Vale a Pena?

Todo mundo sabe que a economia é vital para que possamos viver em sociedade. Isso porque, a humanidade hoje está estruturada em um sistema onde é vital que a economia esteja fluindo bem. Isso porque ele pode servir de índice em casos de avaliação, como por exemplo: se a economia de um determinado país vai bem, é esperado que os índices sociais e de desenvolvimento sigam por esse mesmo parâmetro. No entanto, se os índices econômicos mostram fraqueza, pode ter certeza que o social também pode sair prejudicado.

Há infinitas formas de como ganhar dinheiro. Trabalhar é só uma delas. Existem pessoas que vivem de investimentos, fazendo diversas operações nas bolsas de valores e em outros sítios cambiais que resultam em dinheiro rápido e, as vezes, fácil. Não se pode esquecer, no entanto, que os investimentos, geralmente, têm um risco encubado, que pode fazer com que diversas pessoas possam ficar ricas e pobres num piscar de olhos.

Mas, para quem não se atreve a investir montantes em um negócio um pouco arriscado, outras pessoas preferem realizar transações que tenham um pouco mais de garantia, e, procurando uma maior estabilidade, algumas apostam no Tesouro Direto. Você já deve ter ouvido falar desse órgão, mas, provavelmente, não foi muito a fundo. Nesse sentido, temos uma boa notícia pra você: Aqui, iremos falar um pouco mais sobre esse novo meio de investir, bem como, também, algumas informações cruciais para que você possa tocar a sua vida. Vamos lá?

O Tesouro Direto

O Tesouro Direto nada mais é do que uma fora mais prática, simples e segura de investir o seu dinheiro. Foi lançado no início do ano de 2002 no Brasil, ainda sob o comando do presidente Fernando Henrique Cardoso, onde pregava-se que o Tesouro Direto seria uma alternativa mais rentável à caderneta de poupança. Nos primeiros dez anos, teve uma tímida atuação no mercado financeiro, alcançando notoriedade recentemente. Isso, somado ao fato de um maior interesse nos investimentos por parte das pessoas, faz com que o Tesouro Direto seja uma opção viável.

Tecnicamente, o Tesouro Direto trata sobre os investimentos em títulos públicos, títulos esses que são emitidos pelo Governo Federal. Por meio desse órgão, o seu dinheiro pode ser investido no Tesouro Selic, que, como já fora adiantado acima, pode ser muito mais vantajoso que a caderneta de poupança.

Segundo dados, a quantidade de investidores que apostam no Tesouro Direto só aumenta, tendo um número de mais de dois milhões de investidores. Segundo esses mesmos dados, a quantia investida nesse fundo já passou dos cinquenta bilhões de reais.

Aparentemente, o Tesouro Direto parece ser bastante “badalado”, com investimentos sempre em alta. Só que, ainda hoje, apresenta diversas confusões que podem deixar um futuro investidor bastante preocupado sobre como direcionar os seus recursos.

Resumindo ainda mais o barco, o Tesouro Direto é, em sua pura essência, a chance que um investidor pode ter de colocar seu dinheiro na dívida pública federal direto pela internet. Para que você comece a investir, o valor mínimo para tal repousa em trinta reais. É válido saber também que, antes do programa realmente começar, os investimentos eram feitos somente em fundos de renda fixa, ou seja, havia um intermediário que ajudava nessa questão de investimentos.

Dicas de Como Investir no Tesouro Direto

Dicas de Como Investir no Tesouro Direto

Apesar de confuso no começo, a abertura de uma conta para poder ser um investidor do tesouro direto é bem fácil: basta abrir essa conta em alguma agência de custódia, na qual isso significa, na prática, abrir uma conta em alguma instituição financeira que seja habilitada para operar diretamente no Tesouro Direto.

Depois dessa “matrícula”, é hora de enviar os documentos necessários, que irão gerar uma senha, conhecida como B3, na qual você poderá ter um acesso aonde antes era uma área restrita da instituição. Se você não encontra nenhuma dificuldade em fazer o procedimento sozinho, pode comprar os papeis de investimento diretamente do site da instituição financeira de sua escolha.

É válido lembrar que, mediante a análise das outras ferramentas de investimento, o Tesouro Direto é o que menos apresenta chance de “lesar” o investidor, muito porque, como se trata de um investimento direto para o governo federal, a chance de ele “quebrar” é remota, pois estamos falando da falência de um país. E, como todos bem sabem,  para um país “quebrar” deve-se esgotar todas as possibilidades primeiro, e estamos falando, justamente, dos bancos.

Então, em uma suposição, os que investiram em bancos sofreriam em primeiro lugar, em uma hipotética quebra econômica de um país. Só que, mesmo com esse otimismo,  o Tesouro Direto não está totalmente imune aos riscos, principalmente com papéis de investimento que estiverem atrelados com os índices que medem a inflação, como o IPCA. Portanto, antes de optar pelo Tesouro Direto, avalie bem como e onde você vai investir seu dinheiro. Por mais que esse empréstimo ao governo tenha uma volta, é necessário colocar na balança e ver se, de fato, compensa essa ação.

O Itaú Investimentos E O Tesouro Direto

Quando nós falamos em Instituição Financeira, logicamente que estávamos fazendo referência aos bancos e outras unidades financeiras que fazem esse tipo de serviço. E o Banco Itaú é um deles. Por meio de sua  subsidiária, a Itaú Investimentos, o banco te ajuda com os investimentos no Tesouro Direto, te explicando passo a passo o que fazer. Claro que há outros bancos e instituições que oferecem o mesmo serviço. Cabe a você comparar se, realmente, as taxas do Itaú compensam em relação ás outras instituições.

Recentemente, o Itaú iniciou uma política na qual coloca taxa zero para as negociações no Tesouro Direto, o que facilita e muito a vida dos investidores. Além disso, já tendo uma conta cadastrada no banco, a vida fica mais simplificada, pois você poderá acompanhar isso diretamente da sua conta na instituição. Em outras palavras, a taxa, como é zero, influi em abaixar ainda mais os encargos, trazendo como uma maior facilidade para os que sonham em ter uma renda extra num futuro não muito distante. Muitos utilizam o fundo do Tesouro Direto para ter uma vida mais confortável no futuro, por exemplo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Mercado

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *