O Que Significa Vender uma Call?

A Importância de Se Conhecer o Mercado de Ações

Quem nunca ouviu falar sobre o índice Bovespa, Down Jones e Nasdak no telejornal? A presença evidente nos mais diferentes veículos de jornalismo, dá até de forma inconsciente, a relevância do mercado de ações para o cotidiano de todo o cidadão. Existem diversas formas diferentes de se fazer aportes financeiros, desde opções até a negociação da ação de forma imediata. Índices e curvas de gráficos nos mais diferentes padrões (o mais usado se chama candle), servem para atualizar e fornecer dados para aqueles que desejam tomar a melhor decisão na hora de comprar e vender ações.

Frequentemente durante uma lida em algum glossário do meio econômico, mais precisamente na área de ações, nos deparamos com muitos termos em inglês que muitas vezes são cognatos (falsos ou verdadeiros). A verdade é que precisamos estar constantemente atualizados com relação a estes termos, devido ao fato, de que a maioria das tomadas de decisão na bolsa de valores (por mais que esteja em âmbito nacional), envolve um termo em inglês. Este termo em inglês as vezes é a própria tomada de decisão, ou então vem implicitamente nos termos que são necessários ser conhecidos, para tomar aquela decisão especifica.

Pra começar a exemplificação destes termos em inglês, temos o termo “home broker”. Home broker nada mais é do que a plataforma construída digitalmente em site ou aplicativo, que possibilita análise das próprias ações, e também a venda e compra de ações. Já o termo “benchmark” que também é muito usado no mercado financeiro, significa a busca por algo que é considerado padronizado por todo o mercado naquele momento. Ele define o que é usual, abordando até mesmo, uma possível ambição de meta para algum tipo de fundo, a curto, médio, ou longo prazo.

Mercado de Ações

Mercado de Ações

Existem termos em inglês que caminham juntos ao longo da história do mercado financeiro e que usualmente causam estranhamento nos acionista recreativos, ou recém chegados ao meio. Dois deles, são “call” e “put”, que caminham juntos, em qualquer tomada de decisão, quando o assunto é opção de transação no mercado de opções.

A Diferença Entre Call e Put

Analisar um gráfico de ação deve se tornar para um investidor, algo rotineiro, assim como um café da manha ou escovar os dentes. Não há a possibilidade de ter a mínima expectativa de se obter lucro, não importando o prazo esperado, se não houver análise do histórico daquela ação, e o conhecimento do mercado.

Muitas vezes, é mais vantajoso ao acionista que deseja comprar ou vender uma ação, a garantia daquela transação e não propriamente a transação em si. Para explicar melhor vamos a um exemplo: Suponha que você compra uma ação de uma empresa X, por 14 reais. Ao longo do tempo essa ação se desvaloriza,e cai para 7 reais. Logo você teria um prejuízo de 7 reais, isso se você tiver comprado apenas uma ação da empresa X. A opção de venda, também chamada de put, garante que você tenha o direito de vender essa ação, quando ela cair a um valor pré estabelecido em contrato. O valor desse limite inferior, que pode ser comparado a um botão stop, é pre estabelecido no contrato que você assina quando adquire essa opção de venda chamada put.

Call e Put

Call e Put

Já a opção de compra, do inglês call, é interessante de ser adquirida quando se planeja adquirir uma ou mais ações de uma empresa sob uma condição futura especifica. Geralmente fixada como uma porcentagem do valor daquela ação naquele momento, o contrato de opção de compra (call), pode ser explicado como uma forma de garantir ao acionista, um direito de comprar uma ação no futuro por aquele valor que ela tinha naquele momento. O valor que o acionista paga ao proprietário da ação se chama prêmio. O prêmio deve ser interpretado como o valor pago pela opção, e é influenciado por letras gregas detalhadas a seguir:

  • Delta : Fator que mede a variação do prêmio da opção em relação a variação do preço do ativo objeto.
  • Gamma : Calcula a variação do delta em relação a variação do preço ativo do objeto.
  • Theta : Calcula a variação do prêmio da opção em relação a passagem do tempo.
  • Vega : Calcula a variação prêmio da opção em relação a variação da volatilidade intrínseca .
  • Rho :Calcula a variação do prêmio da opção em relação a variação da taxa de juros.

Vendendo e Comprando uma Call

 Uma vez estabelecido o que é uma opção de compra e uma opção de venda, podemos dar uma maior atenção a opção de compra. Este contrato que atribui um direito de comprar uma ação no futuro, pode ser comprado, ou pode ser vendido. Essa relação se dá unilateralmente entre o proprietário do ativo objeto, e o acionista interessado em negociar.

Como tudo na vida, o ponto para ser lucrativo em qualquer âmbito é fazer a si mesmo as perguntas certas. Não adianta ter todas as respostas, o importante necessariamente é saber quais são as perguntas necessárias, àquelas questão em especifico. Neste caso a pergunta do milhão seria: Quando devo vender uma call? E a pergunta complementar seria: Quando comprar uma call?

Deve-se vender uma call a partir do momento, em que analisando o mercado de ações e a bolsa de valores (usando toda a esperteza relacionada a interpretação de dados, noticiário, curva de valorização daquela ação), o proprietário do ativo objeto decide que a ação desvalorizará em questão de tempo. O comprador geralmente tem uma interpretação diferente do vendedor, e é por isso que o mercado financeiro se torna tão atraente, justamente por não ter resultados certo a longo prazo. O famoso efeito borboleta se faz presente também no mercado financeiro, onde qualquer agitação (que não precisa ser necessariamente politica ou econômica) em algum lugar do mundo, pode trazer uma variação significativa ao valor de um ativo objeto.

Já a venda de uma call, que significa basicamente vender a opção de compra ( que como dito anteriormente consiste no direito de comprar uma ação no futuro, a partir do momento em que se paga um prêmio), se torna interessante quando percebe-se por meio da mesma análise feita para a opção de venda, que é interessante possuir aquele ativo objeto.

Vantagem da Compra de Opções

A partir do momento que detalhamos as opções de compras e vendas, vem uma pergunta que ainda não pode ter tido uma resposta clara : Por que comprar uma opção de compra e Venda, (tendo que pagar inclusive uma taxa extra chamada prêmio), ao invés de comprar diretamente a ação?

A resposta é muito simples. Em muitos casos, pelos mais diversos fatores, o risco embutido em comprar uma ação é muito maior (principalmente se for em grande quantidade), do que comprar uma opção. O valor é o principal fator, sendo que o valor de uma opção de comprar, é muito menor que a da ação, propriamente dita. A diferença de valores, gira em torno de 80%.

Mesmo tendo uma diferença tão significativa, esse valor que gira em torno de 20% do total da ação, não é pouco dependendo da ocasião. Justamente por isso, é necessário investigar e estudar minuciosamente, tudo que envolve uma negociação de opções de compra (call) e venda (put), no mercado financeiro.

Existem excelente livros e canais de youtube que ensinam de forma didática e clara a interpretação de curvas e fatores políticos e econômicos. Para quem deseja viver disso, trabalhando para si mesmo ou para terceiros, se torna interessante um curso de economia também. Neste ultimo caso, atentar a ementa da grade curricular é essencial, pois existem cursos de economia com diferentes ênfases.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Negócios

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *