Espírito Empreendedor

Ser legítimo empreendedor não simboliza apenas abrir empresas para ganhar rentabilidade em cima de produções já existentes e entrando diretamente como concorrente em mercados monopolizados. Ele está ligado com ideias novas, empreendimentos que revolucionam setores produtivos. Bom exemplo simboliza Bill Gates com a empresa Microsoft.  Segundo dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e RAIS (Relação Anual de informações Sociais), órgão intimamente ligados ao Ministério do Trabalho, há aproximadas 20 milhões de empreendedores em terras nacionais. Na íntegra; aprenda como ter espírito empreendedor!

Conceito:O primeiro pensador que concebeu este conceito foi Joseph Schumpeter, na teoria “destruição criativa”. Definia empreendedores como membros da sociedade civil que possuem entre outros atributos a capacidade de unir recursos para organizar produções e gerar rentabilidade com vendas de produtos ou serviços. Media o nível de capitalismo das sociedades segundo a confiança existentes nos homens de negócios.

Depois de Schumpeter surgiram outros pensadores que começaram a notar este fenômeno mercadológico da sociedade moderna. Vale destacar as ideias de Robert Hirsch vistas até hoje como principais definidoras do conceito. O autor acredita que empreendedorismo está ligado com a criação de bens ou serviços que tenham valor, na qual se assume certo risco pela criação dos projetos diferentes dos oferecidos no mercado convencional – alcançar os objetivos simboliza conquistar satisfação econômica.

Com base em opiniões de autores que ainda são corretes na academia, se define empreendedorismo como principal medidor de desenvolvimento econômico e social de alguma região. No pensamento lógico: Oportunidades são identificadas e agarradas para gerar lucro lícito em formas de negócios.

 Atributos Do Espírito Empreendedor!

O principal atributo não nasce junto com o empreendedor representando traços de personalidade, mas sim de preparo, vivência ou profundos conhecimentos sobre algum segmento produtivo. Possuem orientação direcionada para a ação. Presenciando a evolução consegue lançar novos olhares para satisfazerem demandas atuais. 

Necessário conhecimento sobre administração, globalização e comunicação. Inteligência moral possui sua importância tanto nos momentos positivos como em negativos. Aprender, conhecer e fazer, três elementos indispensáveis para ter espírito empreendedor. Conheça outras características:

  • Coragem
  • Criatividade
  • Ética
  • Espírito de Liderança
  • Decisão
  • Firmeza
  • Foco
  • Iniciativa
  • Inovação
  • Visão
  • Organização
  • Positividade

Um Pouco De História

A Revolução Industrial começou no século XVII, momento em que empreendedores começaram a surgir no mundo com maior fôlego, principalmente para evoluir processos produtivos feitos manualmente. Durante os séculos seguintes, empreendedores que conseguiram substituir processos manuais pelos feitos por máquinas conseguiram se destacar em ramos de negócios específicos.

Grandes pensadores começaram a surgir para auxiliar no crescimento das empresas. Chegaram o marketing e a informática, dois fatores nos quais os empresários do século passado tiveram que se adaptarem para não serem engolidos pela tecnologia. O trabalho ganhou valorização e as forças-de-trabalho situadas na base da pirâmide trabalham menos.

Por Renato Duarte Plantier

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Negócios

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *