Como Excluir Vínculo Do CNIS?

CNIS – Cadastro Nacional de Informação Sociais

O CNIS é uma ferramenta fundamental para análise de informações dos cidadãos, é através deles que se avalia qual o tempo de contribuição das pessoas (em relação ao benefício de aposentadoria) e ele também é fundamental na verificação na manutenção da qualidade do cidadão que está segurado, resumindo em poucas palavras, é um sistema onde constam as informações relacionadas aos empregos, remunerações e contribuições sociais das pessoas em geral. Dessa forma é muito importante que os profissionais que fazem parte do CNIS saibam interpretar muito bem todas as siglas, abreviações, informações e elementos dos documentos relacionados ao tema, já que cada uma dessas siglas e indicadores podem ser o diferencial para algo que você precisa entender ou esclarecer, afinal não devemos nos esquecer que o CNIS é a base a qual será usada para cálculo dos assuntos relacionados a previdência de uma pessoa.

A página do CNIS pode não ser tão simples assim, principalmente para quem não tem familiaridade com os assuntos e com os termos usados, no entanto, como já mencionado acima, o seu entendimento é muito importante. Essa página está vinculada aos canais do INSS ou Instituto Nacional do Seguro Social, o mais comum é entrar nesse canal e gerar o que é chamado de extrato previdenciário. Na página do CNIS vão estar as seguintes informações, a identificação do filiado que nada mais é do que as informações pessoas do profissional filiado, tal como o seu CPF, nome completo, a sua data de nascimento, etc., logo em seguida tem início a parte das relações previdenciárias do cidadão, sendo que cada uma das sequencias apresentadas é referente à um período de contribuição.

Os campos que vão aparecer no quadro do CNIS em seguida são, o número da sequência, o número do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), do CPF (Cadastro de Pessoa Física), do CEI (Cadastro especifico do INSS) do cidadão filiado ou então o número do NIT, no caso de a pessoa ser o seu próprio empregador e portanto, o eu próprio recolhedor da contribuição (de acordo com as responsabilidades tributárias). Logo depois vem o campo origem do vínculo, vem a espécie que é a sequência que indica o vínculo, depois vem o campo NB, em seguida a data de início que por sua vez pode ter diferentes interpretações, como sendo a data de início do benefício propriamente dita ou então pode ser a data de início do vínculo da previdência, é importante que a data inserida esteja em conformidade com o que consta no CTPS.

Ainda se tem nesta sequência do CNIS está o campo onde deve ser colocado a data de fim, mas comumente este campo está em branco, isso acontece porque o profissional filiado ainda não encerrou o seu vínculo, estando ainda em status ativo, no caso de se tratar de um benefício, é preciso que neste campo esteja escrita a data de cessação do benefício em questão, se esse for o caso é claro. O próximo campo diz respeito ao tipo da filiação que está em vigor, depois é a vez de constar quando foi a última remuneração do benefício, em seguida é a vez do campo situação, nele podem estar escritas três palavras diferentes que são: ativo, suspenso ou ainda indeferido.

CNIS

CNIS

O campo seguinte é da competência (mês de recebimento), depois a remuneração que é o valor sobre o qual será calculado as quantias referentes aos benefícios ou retornos previdenciários, esse campo deve ser preenchido corretamente e com muita atenção, uma vez que na falta do seu preenchimento, de maneira automática será considerado que o salário que deve ser considerado é no valor do salário mínimo, se for preciso reverter essa situação, é imprescindível que sejam apresentados documentos de comprovação, tal como holerites e contra cheques, de forma que fique claro qual seria o seu real salário em determinada época. Por fim é preciso também citar os indicadores, que são muitos e que preferencialmente devem ser entendidos e plenamente compreendidos pelos profissionais filiados, para mais informações sobre eles, basta procurar por indicadores CNIS, onde será possível encontrar cada um deles e as suas respectivas descrições e significados.

Como Fazer Para Excluir Um Vínculo Do CNIS Que Tenha Sido Feito De Maneira Incorreta?

A primeira coisa que devemos dizer é que sim, é possível excluir um vínculo do CNIS que tenha feito com inserção de informações incorretas, porém a sua alteração vai depender de alguns fatores. Um desses fatores é se você tem provas documentais que mostrem que o vínculo de fato está incorreto, essas provas são fundamentais para o andamento das alterações, se não houverem documentos que comprovem o que você está dizendo, será praticamente impossível realizar qualquer tipo de mudança. Lembrando que se a alteração ou exclusão de informações que você deseja fazer, seja em relação aos seus dados pessoais de cadastro, isso é possível de ser realizado de maneira bem simples, por exemplo, há a possibilidade de realizar mudanças até mesmo pelo telefone, no número 135 que é um canal para esse tipo de situação, entre outras.

Em outros casos de mudança, qualquer coisa que seja mais do que os seus dados de cadastro, já não é possível de se fazer de maneira remota, à distância e então será preciso que você vá a uma agencia, além disso, não se esqueça que praticamente todas as agências só atendem em sistema de marcação de horário e então é preciso agendar a visita previamente, afinal ninguém quer perder a viagem. Como já foi dito, as alterações podem ser realizadas sim, mas não se esqueça de levar com você as comprovações que mostrem o erro de informações que consta no CNIS, caso contrário não será possível fazer mudanças, então não se esqueça disso.

Há relatos, no entanto, de pessoas que não conseguiram mudar as informações que precisavam, sendo avisados que essa mudança deveria então ser feita no momento do pedido da aposentaria, o que não parece ser algo muito correto, já que dependendo do caso, podem se passar muitos anos até a aposentaria de uma pessoa, de qualquer forma tente sempre resolver o seu problema da maneira mais rápida que seja possível, pois assim você já fica com os seus dados, suas informações e seus registros de forma correta. Se o funcionário que lhe atender disser que não é possível a mudança e você estiver com todos os documentos necessários e requeridos, peça para falar com algum gerente e sempre tenha cópia dos seus documentos, para que eles não sejam perdidos no meio do processo, afinal, eles são a sua única e maior prova.

Se ainda assim lhe disserem que não é possível realizar alterações, tenha calma e peça que lhe expliquem o porquê para que você entenda o que está acontecendo e possa achar a melhor solução possível para ambos os lados, afinal se há um erro ele deve ser corrigido e como não é possível fazer isso de maneira autônoma, é preciso que você tenha auxílio dos funcionários da agencia, para casos em que haja alguma complicação em relação aos procedimentos dos funcionários, você pode também procurar algum órgão público superior para abrir uma reclamação ou algo do tipo, em caso de dúvida você pode tentar também um contato pelos canais digitais do INSS e até o mesmo o telefone do órgão, para entender como proceder no seu caso especifico e o que esperar dos funcionários da agência.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Negócios

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *