Moedas Raras

A coleção de moedas raras é um hábito muito antigo, começou como uma “diversão para os reis”. Além disso, a coleção de moedas pode servir para uma comercialização rápida ou até mesmo como investimento para longo prazo.

Independentemente do motivo que leva alguém a colecionar moedas, a questão é que necessário saber como cuidar e principalmente, como não levar “gato por lebre”, isto é, não fazer uma compra enganado.

Para quem é marinheiro de primeira viagem temos um guia para saber como colecionar moedas raras e a primeira lição é: quanto mais antiga ela for, mais valor tem.

Observe:

  • As datas nas moedas são uma novidade, elas começaram a ser colocadas no início do século XVII na Europa. Então, não porque não tem a data que a moeda é falsa.

  • O novo colecionador deve saber também que a data não necessariamente está de acordo com o calendário gregoriano. Por exemplo, as moedas da Índia e de Israel, ambos países que possuem um calendário diverso. Aliás, a maioria dos países árabes têm essa particularidade, usam o calendário islâmico. Se conseguir uma moeda que venha de um desses países para saber exatamente de que ano ela é, será necessário usar um conversor de data.

  • Mesmo com a data, nem todas as moedas foram produzidas no ano que está colocado. Por exemplo, os dólares dos Estados Unidos com o ano de 1804, na verdade foram produzidos entre 1834 e 1835. As moedas de 1804 são na verdade as que estão com o ano de 1803.

  • É necessário antes de adquirir uma moeda saber qual é o seu país de origem, que faz toda diferença no seu valor de venda. Uma boa parte dos países possuem nome dos dois lados, cara e coroa, que podem vir escritos no idioma daquela país, em latim ou no alfabeto romano. Estamos falando de moedas mais antigas. Neste caso, para pesquisar o idioma entre em “Nations Online” e será possível encontrar o nome em inglês correspondente quando lhe parecer uma língua estranha.

  • O número de determinada moeda circulando entre os colecionadores dá a ela um valor diferente das outras. Quanto menos moedas existirem daquela, maior será o seu valor. Porém, para ser considerada uma raridade são observados outros detalhes. Veja a seguir!

Como Reconhecer Uma Moeda Rara

  • Quantas moedas daquela foram produzidas, por exemplo, a moeda de 1 centavo de 1914 com Lincoln foram feitas somente 1.193.00, o que as faz raríssimas. Mais ainda, se falarmos do 1 centavo de 1930 da Austrália, somente 6 peças foram feitas como exemplo.

  • Lugar onde a moeda foi cunhada também faz dela mais ou menos rara. As que são feitas na casa da moeda são aquelas que vão circular para compra e venda normal, porém, alguns lugares são exclusivos para a produção de moedas comemorativas. Por exemplo, a moeda de 1870 produzida em Nevada.

  • Quando o design da moeda muda ela entra na lista das raras. A primeira produção tinha um desenho e depois de anos, ele foi trocado por outro.

  • Quando a composição da moeda muda, como aconteceu com 1 centavo de Lincoln do ano de 1943 que por conta da escassez provocada pela Segunda Guerra Mundial deixou de ser feita com cobre e passou a ser feita com aço. Mais raras ainda, as moedas que foram feitas cm cápsulas de balas usadas durante a guerra.

  • Quando a moeda saia de circulação passa a ser rara, porém, ela deverá ter sido retirada por algum motivo específico, como no caso da moeda de 1913 americana, que tinha um erro e por isso foi recolhida. Mas, podem existir outras razões para trocas. No caso do Brasil, pela troca de moeda.

  • Quando você acha uma moeda com erros de cunhagem ela ganha mais valor pois é rara. Os defeitos mais comuns são de centralização ou quando o desenho não é reproduzido por completo. Mas, nem todo colecionador gosta de ter esse tipo de moeda.

Na Hora de Colecionar Moedas Raras: Observe a Demanda

O quanto uma moeda é rara está o quanto de colecionadores querem ter aquela moeda. Quanto menos moedas em circulação, mais pessoas querendo e menos para atendê-las e isso faz com que elas valorizem. A lei do mercado “oferta- procura”.

Porém, o estado em que se encontra a moeda também tem que ser levado em conta. Quanto melhor mais ela vale, caso o contrário, o preço dela perderá um pouco da força.

Existe uma escala para medir o quanto a moeda rara está conservada e se chama Escala de Sheldon. A “nota” vai de 1 a 70, o valor mais alto. São descritos os seguintes adjetivos: gasta, um tanto gasta, bem conservada, flor de cunho, entre outros.

Sempre vale dar uma consultada no catálogo de moedas para aprender melhor a identificação de cada uma delas. Quanto mais atual for o catálogo, melhores serão as informações. Eles são renovados a cada ano, uma vez que o valor das moedas raras também muda a cada ano.

Antes de Vender Uma Moeda Rara: Avalie

Para fazer uma boa negociação e segura, antes de vender uma moeda rara é melhor pedir que um especialista faça a avaliação. Existem muitos avaliadores profissionais que darão o valor com segurança. Você pode procurar um profissional de confiança consultando o site da Imprensa Nacional Casa da Moeda ou a Sociedade Internacional de Avaliadores.

Para entender melhor é bom conhecer os termos que são específicos usados por esses profissionais. Lembrando que eles são separados por níveis de conhecimento.

Dicas Para Novos Colecionadores de Moedas Raras

  • O valor dado as moedas raras classificadas como gastas é “basal” e esse cálculo é feito multiplicando o peso pelo percentual do metal que foi usado para produção.

  • É comum encontrar moedas que não são tão raras assim, mas que foram modificadas para parecerem com as raras. Quando reconhecida essa modificação, evidentemente ela perde boa parte do valor.

  • O preço listado como base para uma moeda rara não é necessariamente o que será conseguido em caso de venda. Se a pessoa que estiver interessada em comprar visar o lucro, pagará menos por ela para depois revendê-la. São valores indicativos.

As pessoas têm grandes costumes de guardar coisas, não só no Brasil mas em todos os lugares do mundo, é praticamente impossível achar alguém que nunca tenha colecionado nada, como cartões telefônicos, selos, figurinhas, entre outras coisas. Tendo em vista que todo mundo adorar guardar algo, começam a surgir algumas raridades, como é o caso da moeda. Algumas moedas são tidas no mundo como sendo raras e seus donos geralmente são esses colecionadores ou grandes museus de exposições das grandes cidades. Moedas raras nem sempre tem um valor em si, sendo convertido para nossa moeda atual, mas tem sim um grande valor histórico e justamente a raridade do objeto o torna realmente valioso, muitas vezes tendo até valores sentimentais para seus donos. Vamos aproveitar para ver imagens de moedas que são consideradas raras atualmente:


Categoria(s) do artigo:
Moedas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Tenho varias moedas raras do brasil, os interessados favor enviar quais moedas precisam e o ano.
    Faço um preço bem legal.

    Marcio 20 de outubro de 2014 14:46
  • gostaria de vender minhas moedas antigas,como faço?

    janes dojnoski locatelli 11 de janeiro de 2015 10:02
  • Tenho: 200 Reis 1936; 400 Reis 1938; 1000 Reis1922 e 1939. O que me diz? Abraço.

    Cassiano 29 de janeiro de 2015 22:26

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *