Governo Federal Perde 9 Bilhões

O governo federal anunciou seu balanço para os números referentes à arrecadação de dinheiro em 2009, com a informação que deixará de arrecadar cerca de R$ 9.000.000.000,00 (nove bilhões de reais), por conta das recentes isenções tributárias concedidas a diversos setores da Economia nacional, como estratégia de combate à crise financeira mundial, gerando então uma Resistência à Crise. Este valor de dinheiro será dispensado, ao menos que momentaneamente pelo governo, que abrirá mão desta quantia totalizada ao longo do ano de 2009, em troca de incentivos fiscais para a movimentação da economia interna.

Governo Federal Perde 9 Bilhões

Governo Federal Perde 9 Bilhões

Esta medida feita pelo governo diz respeito à isenção e redução temporária da carga tributária em algumas linhas de produtos, dentre as quais, a isenção por tempo determinado da exigência do IPI – imposto sobre produtos industrializados incididos sobre automóveis carros e motos, além da diminuição da Carga Tributária na cobrança deste mesmo imposto sobre os produtos e mercadorias da conhecida linha branca de produtos, quais sejam, as geladeiras, as máquinas de lavar e os fogões, bem como ainda a mesma redução aplicada sobre o IPI cobrado em relação aos materiais de construção.

Brasil

Brasil

Dentre estas medias onde o governo deixa de arrecadar dinheiro com o IPI, ele ainda abrirá mãos, ao menos que em partes, do PIS – Programa de Integração Social e da Cofins – contribuição para o financiamento da seguridade social em relação à produção e comercialização de farinha de trigo e pães de sal franceses, dentre alguns outros produtos industrializados. O Corte da CPMF também foi uma medida tomada pelo governo. É bem verdade que após a adoção destas medias, será necessário que o governo efetue o corte de gastos em suas contas e despesas, a fim de que se consiga um ajuste em seus valores e contas, tendo em vista a grande somatória de dinheiro que os cofres públicos deixarão de colher até o final deste ano de 2009.

Economia

Economia

Muito embora o governo tenha que apertar a cinta de seus investimentos e fechar as mãos para diversas despesas, o Palácio do Planalto frisou que estas reduções sobre a carga tributária é de extrema importância para o estimulo do mercado interno, como forma de impedir a propagação dos efeitos negativos da crise mundial econômica, propiciando a circulação e comercialização de produtos produzidos aqui no Brasil, o que fará com que o setor industrial contrate mais trabalhadores, além de manter seus postos de trabalhos atuais, contribuindo para a circulação de dinheiro na economia brasileira. Mas vale lembrar que em que pese o governo tenha que diminuir seus gastos para ajustar as reservas dos cofres públicos garantindo-se a meta para o superávit primário, o país conta hoje com uma reserva considerável tanto em dólares, moeda americana, quanto em moeda corrente, Real, as quais podem arcar com o pagamento dos juros de dívida pública. Desta forma, o crescimento do PIB certamente estará garantido para os próximos anos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Governo

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *