Safra de Verão Deve Ajudar a Segurar Preços

De acordo com as informações dadas pelo Ministério da Agricultura, no Brasil a o abastecimento com a safra de verão deve ajudar a segurar preços de alimentos que vem em escalada de alta devido às chuvas fortes e as temperaturas altas que vem predominando.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no primeiro mês do ano os preços dos alimentos subiram em média 15%. A dimensão deste aumento pode ser sentida numa cesta de produtos que custava R$ 30 e que agora está por R$ 34,50.

Preços Pressionam IPCA

Esse aumento nos produtos alimentares acabou pressionando o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que fez com que no mês de janeiro i índice geral de inflação chegasse a 0,83%, que é a maior taxa registrada desde o ano de 2005.

Em Mato Grosso, em Mato Grosso do Sul, em Goiás, no Paraná, e em São Paulo a colheita de verão já se iniciou no mês de janeiro e com isso a expectativa é de que até o mês de abril sejam colhidas cerca de 119 milhões de toneladas de grãos sendo estes, especialmente de arroz, feijão, soja e milho.

Produção

Esse número representa nada menos do que 80% do que está previsto para a safra 2010/2011 que são 149,4 milhões de toneladas desses grãos.

Peso no Cálculo dos Índices de Inflação

O que pode neste momento ajudar para que se possa segurar a inflação é que a expectativa de desaceleração da alta de preços dos alimentos se confirme a partir dos produtores, pois somente desta forma eles podem vir a parar de subir para os consumidores e isso certamente fará com que a inflação no país seja contida.

Consumidores

De acordo com Carlos Bestétti que é o gerente de Levantamento e Acompanhamento de Safras da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), o inicio da colheita pode vir a ter impacto no bolso dos consumidores em razão da grande importância e do peso que tem esses produtos para o cálculo dos índices da inflação.

Brasil é um dos Maiores Produtores Mundiais

Ainda segundo Bestétti o trigo e o arroz chegam a apresentar preços de mercado que são inferiores ao preço mínimo fixado pelo governo federal ao passo que o feijão sofre variações de preço conforme a sazonalidade barateando na safra.

Queda no Preço

Na verdade o aumento da safra brasileira é vista pelo mundo como uma das alternativas que se fazia necessária para evitar que os preços dos alimentos subissem ainda mais nos anos próximos.

Encarecimento de Produtos é Causa de Protestos

Josette Sheeran que é diretora executiva do Programa Mundial de Alimentação (PMA) afirmou na semana passada que o encarecimento desses produtos tem contribuído na geração de protestos tanto no Oriente Médio como no Norte da África, especialmente em países como Egito e Jordânia e na Tunísia cujo presidente caiu. Bestétti acredita que as exportações brasileiras desses alimentos possa ser aumentada.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Inflação

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *