Uso de Mídias Sociais nas Empresas: Dez Dicas

O que começou como brincadeira no passado representa demanda em caráter emergencial do presente no mundo do empresariado. Nos anos oitenta e noventa do século XX surgiram os pensadores que encaram a rede mundial de computadores como local no qual o comércio ira se estabelecer com força jamais conhecida na história em termos de globalização. Conheça dez tópicas da relação entre uso de mídias sociais e empresas.

(A) Ontem e Home: Mídias Sociais nas Empresas

Quando as redes sociais surgiram os empreendedores não encaravam a prática como interessa ao ponto de abrir setor na empresa para trabalhar de forma específica com esse setor. Com o aumento da tecnologia e projetos sérios aumentou o número de usuário em termos de milhões de usuários. Marketing básico diz que quem quer vender necessita estar no mesmo local dos consumidores, o que de fato aumentou a credibilidade das redes sociais ao ponto de existir equipe que trabalha de forma específica com esse método comunicativo cibernético.

(B) Relacionamento com Clientes: Mídias Sociais nas Empresas

Nos dias de hoje existe maior chance de se comunicar com a empresa para satisfazer dúvidas ou reclamações do que fazer o registro no telefone que pode demorar longos minutos até alguém entender. Também existe maior cortesia ao levar em conta que os trabalhadores que respondem online possuem tempo para discutir de forma educada, sem perder a paciência com quem grita, por exemplo. 

(C) Informações da Empresa: Redes Sociais no Empresariado

Na atualidade as empresas de grande porte compreendem a importância das redes sociais ao ponto de investir conteúdo a ser divulgado de forma especial, assim como promoções aos clientes que se relacionam ao usar a internet. Transmitir um novo comercial na rede social traz menos custos e maior porcentagem dos clientes fiéis visualizarem do que pagar para a publicidade nos horários nobres da TV aberta. Aos poucos os investimentos de marketing migram da televisão para o mundo online que abrange também as redes de informações colaborativas.

(D) Manter Vínculo e Fidelizar o Cliente: Rede Social nas Empresas

As redes sociais servem como ferramentas adicionais para a empresa fidelizar os clientes. Quando se alegram por causa da qualidade do produto ou nova promoção são os consumidores que fazem o papel de divulgação de forma automática. Milhões de visualizações da página do empreendimento são acessadas do dia para noite cujo trabalho em divulgar acontecer de forma básica por causa da clientela que acessa as redes sociais.

(E) Filtros de Opinião: Mídia Social e Marketing de Empresas

Redes sociais também tem o caráter de ajudar no sentido de saber quais as principais opiniões dos clientes. A concorrência pode usar perfis falsos para publicar informações que rebaixam a qualidade, mas quando os termos qualitativos dos produtos são atenuados fica nítido que a maioria gosta do bem de consumo que a empresa produz e (ou) negocia.

Especialistas dizem que a opinião pública do produto ganha força no momento em que os usuários entram no processo de simulacro ao ponto de defender com afinco os ataques de usuários que não gostam do produto ou trabalham no sentido de diminuir o valor da informação em benefício da concorrência. 

(F) Estratégia de Marketing: Redes Sociais nas Empresas

As estratégias de marketing em termos globais também devem atingir as redes sociais. Por exemplo, a arquitetura da informação (logotipo, cores, letras, símbolos, entre outras opções visuais que se remetam à empresa no campo explícito e implícito) precisa englobar a páginas de redes sociais. Nos dias atuais existe a possibilidade de personalizar a página de acordo com os interesses de usuários que detém a conta.

Necessária paciência e organização ao trabalhar com empresas nas redes sociais. O conteúdo precisa estar ligado de forma direta com a estratégia de comunicação traçada nos projetos que antecederam a estratégia das campanhas.

(G) Identidade e Redes Sociais nas Empresas

Quem administra as redes sociais da empresa deve ter em mente de que o conteúdo precisa se adequar de forma direta com a cultura organizacional no sentido de também não dispersar o público que se identifica com o empreendimento.  As tecnologias online também tem a capacidade de influenciar nas decisões dos consumidores em permanecer ou não no ciclo de consumo do produto da marca. 

(H) Multinacionais e Cuidados com Redes Sociais

As multinacionais podem ter problemas ao usar as redes sociais se não conseguir compreender como funcionam os costumes e expectativa da sociedade em que atua. Com o efeito da globalização existe o erro de padronizar o atendimento no mundo online. Compreender a comunidade faz parte do processo a conquistar êxito em termos de comunicação.

Ao conhecer o público no ato de interagir na comunidade de forma social existe maior possibilidade dos laços afetivos ficarem apertados, o que justifica que a comunicação foi empregada de forma adequada no sentido do público se identificar com as redes sociais das marcas que se encontram no padrão do consumo.

(I) Redes Sociais e Funcionários da Empresa

Centros de ensino e empresas de outros setores possuem o costume de bloquear o acesso às redes sociais no sentido de evitar a distração por parte dos trabalhadores. Especialistas contraindicam a medida ao levar em conta que o mundo dos negócios em épocas atuais também se encontra nos ambientes virtuais colaborativos.

O ato de trabalhar com as redes sociais próprias pode servir de auxílio à empresa com os trabalhadores fazendo parte da rede de divulgação junto com os contatos que possui na lista própria. Profissionais de nova geração não possuem problemas em trabalhar sem perder o desempenho esperado no trabalho e com as redes sociais entre as guias em execução nos navegadores.

(J) Queda nos Custos com Marketing

Ao trabalhar com as redes sociais as empresa diminuem os gastos com o marketing extensivo de forma principal quando possuem milhões de nomes ligados à mídia colaborativa. Grande parte das propagando do mundo atual se encontra na rede mundial de computadores independente do porte das empresas. Empreendimentos de pequeno porte encontram como única forma de investir na propaganda as páginas colaborativas na internet.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Negócios

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Ótimo post!
    E aqui vai mais uma dica: utilizar ferramentas para agendar posts nas redes sociais!

    Eu utilizo a ferramenta Postcron (http://www.postcron.com/pt/) para agendar posts em várias contas no Facebook e no Twitter de formas simples e rápida. Com ela, eu faço upload de vários posts simultaneamente através de uma planilha Excel, faço upload de imagens a partir de URLs (como Instagram, por exemplo) e ainda tenho a possibilidade de adicionar a minha logo a cada foto que compartilho.

    Recomendo!

    Daniela 12 de março de 2014 10:20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *