Qual Melhor Tempo Gráfico Para Day Trade?

Forex

O Mercado Forex é um dos maiores mercados financeiros que realizam mais movimentações em todo o mundo e ele tem como principal objetivo a transação de moedas de países diferentes. A palavra “Forex” é resultado da junção de outras duas palavras da língua inglesa, sendo elas “Foreing” e “Exchange”, e a tradução mais próxima do termo representa algo como “Câmbio Estrangeiro”, definindo literalmente os objetivos do Forex.

É possível analisar a dimensão e a força desse mercado quando se observa seus dados dos últimos anos. O Forex foi responsável pela movimentação diária de mais de cinco trilhões de dólares ao redor do mundo todo. Movimentação essa, que engloba transações financeiras entre bancos muito grandes e conceituados, também entre governos, e até mesmo negociações entre empresas multinacionais consolidadas. Essas instituições foram citadas, porém, quaisquer outras que lidem diretamente com finanças e desejem aumentar e explorar melhor seus lucros, podem adentrar nesse mercado.

As pessoas físicas também podem ingressar no Forex, e mais do que isso, nos dias de hoje elas são extremamente participativas. Porém, essa participação não exerce tanta influência e não é tão relevante nos números gigantes que tornam esse mercado tão famoso. Isso se deve ao fato de que as pessoas físicas só podem entrar no Forex através de bancos especializados e corretoras, e nunca independentemente.

No Brasil não existe uma regulamentação específica para o mercado Forex, garantindo seu monitoramento e fiscalização, e por esse motivo, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), não pode assumir responsabilidades, como dar o devido respaldo para os brasileiros que desejam adentrar na atuação e especulação no Forex. Mas, é importante ressaltar, que a participação dos brasileiros nesse mercado não é ilegal fora do país, mas é totalmente necessário que se siga as normas e regulamentações do país onde se optou por atuar e também as do Banco Central do Brasil. Ao seguir todas essas regras, os brasileiros podem investir no Forex de modo seguro e tranquilo, movimentando ações e ativos, que vão desde os mais comuns, até a casas, e outros imóveis, bem como outros bens físicos e palpáveis.

Ainda que existam países onde o Forex é totalmente regulamentado, não há nenhuma garantia que faça com que ele seja um mercado absolutamente seguro e isento de falhas e riscos, mas existem alguns meios que possibilitam a prevenção de prejuízos e falhas. A melhor delas é procurar as regulamentações de cada região onde se irá atuar, e saber também da existência de órgãos que realizam trabalhos semelhantes aos que a Comissão de Valores Mobiliários faz no Brasil, fiscalizando e normalizando as atuações nos mais diversos mercados, incluindo o Forex. Porém, isso não tira todas as possibilidades de falhas do mercado, mas já oferece uma garantia muito relevante. Como dica, nos dias de hoje, os países que contam com as melhores e mais consolidadas regulamentações são os Estados Unidos e alguns países europeus.

O próximo passo a se tomar para ter mais segurança na atuação nesse mercado é a escolha das corretoras que foram citadas mais acima. Essa escolha também não anula todas as possibilidades de falhas e riscos que podem vir a acontecer, porém, analisar e estudar a corretora que será ponte para a movimentação e transação de ativos pode evitar muitas dores de cabeça. Então deve-se observar se ela é de fato legal e se está corretamente registrada no país.

Depois de tudo isso resolvido, e com um pouco de prática, é um bom momento para se iniciar a aplicação de análises técnicas, que são métodos de observação e definições de tendência por meio da movimentação que acontece no mercado. Isso tudo é refletido no histórico de gráficos que demonstram as cotações do mercado. Esses estudos são muito importantes, e podem auxiliar na previsão do comportamento do mercado no futuro. Um desses tipos de análise técnica será apresentado abaixo.

Qual Melhor Tempo Gráfico Para Day Trade?

Quando um investidor aplica alguma análise técnica em suas operações sempre surgem algumas dúvidas, e a principal delas é “Qual é o melhor tempo gráfico?”. Esse tempo gráfico corresponde a quantidade de tempo de pregão que está em cada barra – ou candle – em um gráfico.

Antes de tudo, é importante que se compreenda aspectos como o fato de que todo tempo gráfico no qual a separação de fechamento e abertura de barras são feitos por leilões, possui a possibilidade de atuar como um operador de fim de dia. Já os outros, necessitam de maior acompanhamento.

É importante também analisar em média quantas barras são necessárias em um gráfico, para que se configure um sinal de entrada. Assim é possível que se alinhe o tempo e a frequência de operações do dia a dia.

Tendo isso em mente, é importante pensar na escolha do melhor tempo gráfico como uma série de tentativas, até que se encontre o mais adequado. Primeiro deve-se fazer um esboço e depois chegar a um passo a passo mais correto.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Investimento

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *