Principais Temas da Economia

O que é a Ciência Econômica?

A profissão de economista, como a grande maioria das pessoas pensam não pertence a área das ciências exatas e sim das ciências humanas. Sua formação é muito abrangente, compreende áreas de ciências sociais, administração, política pública, contabilidade, filosofia, geografia econômica, história, cálculo, estatística, além claro de disciplinas mais específicas de economia, como o estudo dos aspectos macroeconômicos, microeconômicos, projeções mercadológicas e outros vastos campos relacionados.

De maneira mais clara e objetiva é o estudo de todas as variáveis intrínsecas que podem afetar de modo direto ou indireto questões ligadas ao dia a dia da sociedade, em suas transações econômicas. Está diretamente relacionada a como a sociedade produz, quais suas vantagens comparativas em relação aos outros locais, quais são seus recursos abundantes, os escassos, como é o consumo de bens e serviços, como se estrutura em produção e como é sua produtividade, como consegue competitividade, qual oferta e demanda de determinados bens e serviços, quais preços e quantidades dos fatores produtivos. E neste processo de análise e levantamento das variáveis é necessário levar em conta detalhes intrínsecos do meio como o contexto histórico, cultural e comportamental que vão reger aquela sociedade, além claro de suas políticas públicas.

A ciência econômica é de suma importância, é uma área que faz parte da vida de todas as pessoas, relações econômicas, transações de bens, serviços, relações bancárias, educação financeira e planejamento doméstico. Há variados projetos que defendem a implementação da educação econômica no período escolar, já que é algo que faz parte da realidade de todos os indivíduos e até hoje é uma área encarada com certo receio.

Para quem se interessa por economia, esta área tem uma grande abrangência, podendo atuar em áreas variadas, no planejamento e viabilidade econômica de negócios, orientação financeira, mercado financeiro, mercado internacional (Importações e Exportações), Comércio Exterior, Economia Agroindustrial, Auditor público, Planejamento estratégico, planejamento e desenvolvimento no setor público, Economia ambiental, pesquisa e composição de índices, além claro de concursos públicos direcionados à Economistas.

Temas de Discussão na Economia

Um dos temas que geram muita intriga na economia, é o papel do Estado, se deve intervir ou não na economia, qual é o ideal tamanho do estado em uma nação que possa priorizar o desenvolvimento desta. Para quem segue uma linha mais ortodoxa, ou seja, baseada nos pensadores clássicos e neoclássicos da economia como Adam Smith, defende que a intervenção estatal deve ser mínima. Creem que as forças de mercado são suficientes para equilibrar as relações econômicas do pleno emprego, e qualificam a moeda com neutralidade. A base de seu pensamento tem como pilar a Teoria do Equilíbrio Geral e a lei de Say, a primeira diz respeito a um mercado totalmente livre e com flexibilidade de fatores produtivos (Trabalho, Terra e Capital) este se equilibra e leva a sua máxima eficiência. O segundo diz respeito a formação de mercado, onde acredita que é regido pela oferta, sempre que houver um aumenta na oferta de algum bem ou serviço haverá uma demanda adicional.

Em contra partida os heterodoxos, que vão contra a corrente liberal (ortodoxa) creem que o estado tem um papel fundamental em controlar, direcionar e principalmente regular a economia para o bem estar social e econômico do país. Seu principal expoente foi John Maynard Keynes, por meio de políticas públicas e instrumentos macroeconômicos, podem assim regular inflação, taxa de desemprego, nível de produção econômica.

Por exemplo, o meio que o governo possui para arrecadar moeda é por meio dos impostos, por emissão de títulos públicos e também por senhoriagem, o então ‘imposto inflacionário’. Se em um cenário de crise o governo quer aumentar o consumo e assim fazer a economia girar, pode ser implementado uma política de expansão fiscal, através do aumento de gastos públicos. Na crise de 2008, o governo Lula conseguiu amenizar a crise por meio da expansão do consumo, diminuindo o arrecadamento do estado por meio da diminuição dos impostos do IPI.

Existe uma vasta gama de temas discutidos em economia, além de discussões técnicas, discussões que abordam e são de grande valia e relevância no nosso dia a dia. Temas como reforma tributária, reforma constitucional, reforma da previdência e seu possível rombo, taxas de juros, sistema econômico e sistema bancários, afinal são decisões que afetam diretamente nosso bolso e estilo de vida. São assuntos de grande importância para compreender as tomadas de decisão de representantes governamentais, por isso se faz necessário o gosto de querer compreender nosso meio, e como as equipes responsáveis estão agindo.


Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dinheiro

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *