Média Móvel Aritmética

Todos nós conhecemos a importância da economia em nosso mundo, hoje. Isso porquê, com ele é que podemos ter indicadores sociais mais confiantes em áreas do social, por exemplo. Exemplificando: quando a agenda econômica é favorável, isso é, quando o país apresenta bons índices econômicos, é bem provável que os demais índices também estejam de acordo. O mesmo não pode ser dito quando isso não é seguido, ou seja, se um indicador econômico vai mal, é bem provável que os demais também padeçam.

A agenda econômica do planeta começou a ganhar um gás com os eventos que começaram a acontecer por volta do século XIV. Os Europeus estavam se encontrando em uma grande recessão financeira, na qual os seus produtos estavam ficando cada vez mais encalhados nas lojas, além da falta de metais preciosos e outras riquezas mineiras. Logo depois, diversos relatos sobre a existência de terras à oeste animou e muito grande parte do alto comando europeu, sobretudo a Igreja Católica, que ajudou a financiar diversas expedições com o propósito de confirmar tais boatos. Em 1492, o primeiro europeu chegou ao continente europeu, que foi Cristóvão Colombo.

As Grandes Navegações

Oito anos depois, em 1500, um grande empreendimento formado por Espanhóis e Portugueses aportaram na porção sul das terras. Ficou marcado, aí, a época das Grandes Navegações, onde grande parte da Europa veio para os territórios a oeste para fugir das crises, angariar algum dinheiro e depois retornar para lá. Por conta disso é que o Brasil é um dos países mais miscigenados do mundo. Depois de servir por muitos anos como colônia de exploração portuguesa, o Brasil conseguiu se soltar das amarras da coroa em 1822, tentando então, desde dessa época, conseguir consolidar sua economia e seu status social.

As Grandes Navegações

As Grandes Navegações

Para muitos, quando se tratam de questões econômicas, muitos ainda não entendem muito bem como funciona a dinâmica de um mercado, por exemplo. E, por conta disso, deixa de se interessar por esses tipos de assuntos. Mas, outras pessoas já levam o assunto a sério e buscam não somente aprender com ele, mas, também, ter a possibilidade de lucrar com isso. Estamos falando dos investidores, que conseguem fazer o seu dinheiro render sem muito esforço. Logicamente que, para poder chegar em um patamar deste, a pessoa deve estar munida de muito conhecimento.  E, caso você queira saber um pouco sobre as mais diversas maneiras de investir, conheça agora uma delas, que é a média móvel aritmética. Aqui, você vai conhecer um pouco mais sobre essa ferramenta, bem como ,também, algumas informações bastante relevantes sobre o tema. Vamos lá?

O Que É Média Móvel?

Média móvel nada mais é do que uma ferramenta lançada para que os investidores tenham em suas mãos uma possibilidade mais confiável de acompanhar os movimentos sobre os investimentos, já que ele é expert em detectar tendências de preço. Em resumo, ele mostra a investidor as várias tendências que o preço de uma ação atingiu durante um período listado pelo próprio investidor, que passa a ter o bastão sobre si e, por fim, decidir se ele investe ou não no ativo naquele momento.

O Que É Média Móvel

O Que É Média Móvel

A Ferramenta

Para que a ferramenta tenha isso em mãos, é necessário que ela saiba alguns parâmetros antes de realizar algumas medidas, como, por exemplo: qual é a média que vai ser utilizada? Simples, exponencial ou outra? Por fim, essas são as medidas móveis aritméticas mais conhecidas por serem, justamente, as mais utilizadas.

Depois de fazer essa definição, é hora de definir outra prioridade: o preço. O preço a ser analisado é o de abertura, o médio ou o do fechamento da negociação de ativos? No caso geral, o preço do fechamento é o mais utilizado nesse caso,  pois ele representa, também, o consenso no qual os investidores chegaram. Podemos dizer, também, que é o mais confiável, pois, nos preços de entrada e da média, não apresentam com muita fidelidade o real cenário em que os preços irão fechar.

No caso do período a ser definido, os dados ou elementos que o investidor deve levar em conta para poder terminar de montar o seu sistema de medida e, aí sim, começar a medida das médias aritméticas.

Vantagens

Várias são as vantagens que estão embutidas nesse tipo de operação, haja visto que, com a média simples, é possível fazer com que os preços apresentados durante a operação são suavizados, excluindo os extremos (tanto para cima quanto para baixo), tornando mais fácil a leitura dos dados por meio dos gráficos apresentados durante as operações, fazendo com que o investidor tenha acesso a mais detalhes e saiba, mais perfeitamente, como funciona um ativo.

A principal vantagem nesse tipo de média móvel é, sem dúvida, a possibilidade de identificar a vigência atual dos preços dos ativos, podendo ajudar o investidor a decidir se, de fato, compensa o investimento naquele momento ou é melhor poupar o dinheiro para tal. Vamos supor que, entre os dados selecionados pelo investidor, o sistema tenha criado 200 períodos. Nesse caso, a média simples vai identificar o índice de vigência a longo prazo. Porém, se os dados escolhidos por ele compreenderem um período menor, como, por exemplo, 21 períodos, a vigência a ser mostrada é a de curto prazo.

Caso você queira conferir um pouco mais sobre as médias aritméticas mais famosas, que são a exponencial e a simples, pode acessar esse link. Você terá uma apresentação mais detalhada sobre essas ferramentas, e, quem sabe, poderá estar preparado para agir no mercado de investimentos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Investimento

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *