10% ao Mês – Forex

O FOREX é o acrônimo de “Foreign exchange”, em inglês, que em português significa “mercado de câmbio”, que é o nome dado ao maior mercado financeiro do mundo, que tem como característica ser descentralizado, onde é possível realizar transações de câmbio. Ele é o maior mercado porque sozinho ele movimenta aproximadamente cinco trilhões de dólares a cada dia. As ações nesse mercado incluem trocas financeiras entre grandes bancos, bancos centrais, além de empresas e corporações de diversos países e multinacionais, bem como governamentais ou qualquer outro tipo de instituições financeiras.

No entanto, há uma pequena parcela de investidores, que participam das ações de maneira indireta, por meio dos próprios bancos ou por corretoras que apresentam função exclusiva no ramo de ações. Esses são os chamados traders, que na maioria das vezes atua com a intenção de conseguir dinheiro a partir de operações de curto prazo, de acordo com a volatividade do mercado financeiro.

Uma questão que é bastante questionada no que diz respeito ao mercado financeiro é com relação às limitações dos traders. Isso porque não é difícil compreender que um trader individual tem mais limitações do que traders que atuam em conjunto dentro do mercado e que são os responsáveis pela maior parte de sua movimentação. Na realidade, o trader atua basicamente como um especulador financeiro.

Sendo assim, o mercado Forex apresenta negociações a partir de uma dupla de moedas e sua liquidez depende da quantidade de operações realizadas, além disso, a atuação nesse mercado é bastante fácil, uma vez que sua operação se estende por todo o mundo e apresenta caráter contínuo, isto é, há operações vinte e quatro horas por dia, excetuando-se apenas os fins de semana; outra vantagem é que há inúmeras plataformas de negociação, que ficam disponíveis aos investidores.

Uma desvantagem é o fato de que no Brasil ainda não há uma regulamentação exclusiva para esse tipo de mercado, o que faz com que nós brasileiros não tenhamos nenhum respaldo caso algo aconteça. O único esclarecimento que é sobre isso é o fato de que os brasileiros não estão restritos para realizarem investimentos em outros países, caso haja norma aplicável definida pelo Banco Central brasileiro. Isso serve tanto para a compra de casas ou outros produtos de consumo, quanto para a aquisição de ações ou de outro tipo de instrumento financeiro. Sendo assim, como precaução, é importante se atentar para a regulamenação de cada país ou de cada região, se for o caso, antes de realizar alguma transação. A Europa e os Estados Unidos da América são os lugares que detém as mais importantes regulamentações que existem no mercado de Forex.

No entanto, é válido lembrar que não há uma regulamentação significativa entre países, mesmo que cada um apresente uma regulamentação interna e própria. É por esse e outros fatores que ainda há muitas fraudes que envolvem corretoras que não se encontram adequadamente regulamentadas ou que não apresentam uma regulamentação segura e consistente, o que acarreta em graves prejuízos principalmente aos leigos no ramo.

Sendo assim, é sabido que para atuar nesse tipo de mercado, há bastante risco, embora a maioria deles seja evitável, como ter cautela com a corretora com quem está atuando, por exemplo. Outra coisa relacionada à precaução e à minimização dos riscos é ter em mente a questão dos limites, conforme foi citado anteriormente.

Isso porque na dinâmica do mercado ocorre o Overtrading, por exemplo, que é o termo usado para quando um trader faz muitas operações em pouco tempo ou quando ele opera por um período muito grande de horas, abrindo ou não muitas posições com isso. Quando ele atua por muitas horas corridas, sua capacidade de decisão tem grandes chances de ser afetada e esse grau de influência vai variar de acordo com as perdas e ganhos desse trader, uma vez que se ele tiver realizado bons negócios a chance de ele se sentir seguro de modo que a imprudência tome conta de suas ações é bastante grande. Por outro lado, caso ele esteja perdendo dinheiro, ele pode desistir de operar, como pode também querer realizar uma espécie de vingança contra o mercado. Nesse caso, a melhor opção é a primeira, pois ele acaba pensando melhor nos investimentos e na dinâmica e atua com melhores resultados no dia seguinte.

Outra situação que ocorre bastante é o chamado pelos investidores de “efeito montanha-russa”, que é caracterizado pela positividade do trader, que após um sentimento de confiança extrema seguida de imprudências, ele acaba tendo que devolver todo o lucro que havia ganhado ou até mesmo tendo prejuízo no fim das contas. O mecanismo por trás disso, na realidade, é uma questão psicológica muito parecida com o que ocorre em jogos de azar, por exemplo.

Uma vez que a ideia do trader é a de conseguir o maior lucro em movimentações a curto prazo, é necessário estabelecer limites próprios, com o intuito de permanecer seguro e com solidez no mercado. Isso porque os dez por cento ao mês no mercado Forex é uma variação que não possibilita tamanho ganho assim, mas possibilita muitas perdas, no caso de um equívoco da pessoa que por um acaso acaba ganhando acima do que seria considerado normal.

Na realidade a maioria dos traders acaba se sentindo satisfeita com essa percentagem, até porque se não estivessem, parariam de atuar no mercado financeiro. E pelo fato de o rendimento ser mensal, o mais adequado é o estabelecimento de metas também mensais, que acompanhem o rendimento natural do mercado. Além disso, isso ainda agrega o fato de não ser necessário atuar no mercado todos os dias, o que permite um trabalho sem pressão e sem um compromisso assíduo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Investimento

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *