Capitalismo Selvagem no Brasil

“Homem primata, capitalismo selvagem”! Quando os Titãs compuseram essa canção eles não estavam de brincadeira, de forma principal no Brasil, local no qual a selvageria toma conta das relações dos capitais. De fato, desde quando foi conquistada por Europeus a colônia é vista sob a ótica do mundo como o local de exploração total. Mesmo com a independência a prática continuou e as grandes nações aplicam o neocolonialismo para continuar a dominar.

Na parte interna o caos contínuo. A nova República começou a solicitar empréstimos para urbanizar o país em ritmo acelerado e por consequência surgiu o urbanismo acelerado no qual grande parte da população não tinha condições de moradia, trabalho ou mesmo dinheiro para se alimentar de forma adequada e nutritiva.

Com o final da escravidão surgiram milhões de afrodescendentes nas ruas mendigando trabalho ou mesmo moradia. A elite disposta a capitalizar disposta pagava o trabalho com pouco dinheiro, aproveitando a demanda de trabalhadores por preços baratos, como os seres-humanos fossem apenas bens de consumo descartáveis.

Queda dos Indígenas

O número da queda dos indígenas no país ao levar em conta os dados do tempo antes de colonização representa como o capitalismo chegou de forma selvagem no território nacional e aos poucos matou ou expulsou indígenas para a construção de infraestrutura com caráter europeu e a explorar as matérias primas das florestas nacionais para matar a forma do mundo europeu.

Existem especialistas que apontam acontecer verdadeiro genocídio das populações indígenas por causa do capitalismo selvagem. Nos dias de hoje a faixa de índio não ultrapassa a casa dos oitocentos mil ao ponto que antes da colonização estava além dos cinco milhões.

O capitalismo entrou como ponto selvagem ao ponto dos próprios índios que restaram entrarem no processo de corrupção que representa ponto pontual no país que foi descoberto apenas para ser explorado, seja de forma natural ou econômica. Relatos da Polícia Federal indica que existem investigações de indígenas que cobram propina para que exploradores adentrem ao local no sentido de explorar madeira ou minério. Existem casos nos quais os índios ameaçam àqueles que não pagam o que prometeram para explorar, com relatos até mesmo de óbito.

Meio Ambiente

Chico Mendes mende que o diga! O meio ambiente do Brasil foi desmatado de forma intensa no sentido de satisfazer não apenas a demanda nacional por alimentos e outros bens de consumo duráveis e não duráveis como também internacional. Nos Estados Unidos as crianças aprendem que o Amazonas não é brasileiro, mas um território mundial que de forma futura deve estar com o domínio norte-americano e de outras grandes nações do mundo. Fato parecido aconteceu em tempos passados, no momento em que o ensino demonstrou o TEXAS (México) como território estadunidense. Em pouco tempo aconteceram guerras e os norte-americanos dominaram o local com base na selvageria que aplica nas ações em geopolítica.

Existe um plano do governo ditador que está sendo colocado em prática por poder público democrático. Acontece que o Estado tem a ambição de dominar os rios do Amazonas com a presença de hidrelétricas para satisfazer a demanda que existe do capitalismo selvagem nacional que cresce com pouco cuidado em termos sociais. Ambientes naturais correm o risco de serem inundados de forma completa, prejudicando o habitat de inúmeros animais e vegetais.

Lula e Elite

O próprio presidente Lula disse que no seu governo fez mais pelas elites do que aos pobres. De fato, para que acontecesse mínimo aumento na distribuição de renda os empresários teriam que ganhar dinheiro ao extremo, desmatando o meio ambiente, poluindo o ar e sobre ganhando dinheiro das populações com cobranças em níveis elevados em termos de juros.

Questão de Juros

Empresários não se preocupam com os movimentos da inflação ao levar em conta que conseguem faturar com os juros. Brasil é conhecido por ter uma das maiores taxas Selic do mundo. Isso acontece para atrair investidores que investem em papeis e por consequência ganham na movimentação composta. Quem sofre com isso são os trabalhadores que perdem o poder de consumo para comprar bens ao longo prazo. No ciclo da economia nacional a estrutura está feita para que as oligarquias se mantenham no poder.

Questão dos Afrodescentes

Quando aconteceu a abolição dos escravos em 1888 o Estado não promoveu política para integrar os afrodescentes. Ao contrário, abriu as portas aos imigrantes e ao mesmo tempo iniciou o processo de abrir delegacias para colocar na prisão os negros que não respeitavam as regras impostas por oligarquias. Não aconteceram políticas para inserir o povo na sociedade e por consequência aumento o nível de desigualdade social.

Vale ressaltar que pouco depois de um século pouco foi feito nesse sentido. Grande parte dos afrodescentes ainda sofre com os movimentos da discriminação que no Brasil acontece de forma enrustida. Poucos afrodescentes estão em locais de destaque na sociedade nacional.

Democracia e Movimentos do Capitalismo Selvagem

A decisão do poder tem haver com o nível de capitalismo selvagem. JK solicitou empréstimos altos para construir Brasília e como a economia ficou desestabilizada acabou por perder o apoio popular que deixou os militares assumirem o poder não por causa da desordem social, mas em consequência dos prejuízos econômicos que começaram a afetar membros da classe elitizada.

Aconteceu o Milagre Econômico que retirou poucos da pobreza e trouxe um movimento de inflação do tipo selvagem que fez a economia dos anos oitenta do século XX permanecer estagnada. Apenas por esse motivo começou os movimentos da Direta Já. Com a chegada da nova constituição aconteceu o melhor momento de distribuição social, embora os movimentos sejam considerados pequenos perto da necessidade real do país. As populações aumentam junto com os movimentos corruptos, estagnação no mercado de trabalho e fraco crescimento econômico, fato que faz parte do povo sentir saudades dos ditadores e do espírito de capitalismo selvagem dos mesmos.

De certa forma o Brasil está longe de ser um país do tipo democrático, entre as igualdades sociais. Apenas o direito ao voto representa realidade, visto que nem mesmo o sistema é confiável porque funciona de modo eletrônico, suscetível de receber manipulação no resultado final.

Artigo Escrito por Renato Duarte Plantier

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dinheiro

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *