Indicadores Econômicos Brasil

Indicadores econômicos servem para medir as diferentes rotas que podem ser tomadas pela atividade econômica em nível empresarial, populacional ou de rentabilidade. Economistas e outras classes de trabalhadores passam horas, dias, meses e anos analisando os indicadores para tomar decisões importantes pensando no futuro.

Com a falta deste nível estatístico a sociedade não consegue medir os desempenhos do crescimento. Matéria indispensável para a macro e microeconomia. Estatísticas numéricas previstas em nível quantitativo e qualitativo para: Medir desenvolvimento, prever comportamento econômico e aplicar medidas político-econômicas. Entende os principais indicadores brasileiros em âmbito macroeconômico.

PIB

O Produto Interno Bruto mede os bens e serviços que são produzidos dentro de municípios, cidades, estados e país. Considerado principal indicador econômico, existente em todas as nações compostas no globo terrestre. As empresas internacionais que atuam no país também entram na contabilização.

Investidores analisam a conjuntura econômica do PIB das nações antes de realizarem investimentos nos diversos campos existentes na economia da atualidade. Países que não trazem boas perspectivas no PIB possuem alto risco de dar calote aos detentores dos papéis dos títulos da dívida pública, contas poupanças, entre outros.

Produto: O produto do PIB simboliza resultado da quantia arrecadada com recolhimento de impostos, produções, exportações, etc. Os valores são demonstrados em forma de índices sem contar os gastos com despesas. 

Despesa: Possui foco em contabilizar inclusive o consumo privado que em grandes nações do planeta representa dois terços do valor englobado ao PIB. Contabiliza serviços e bens, embora alguns setores, como aquisições da casa própria, sejam divulgados por outros indicadores.

Nações com alto índice de pobreza possuem maior necessidade de gasto com despesas adicionais, como os programas assistencialistas sociais promovidos e saldados pelo erário público. Países pobres possuem maior despesa do que volume de investimentos em níveis tecnológicos e científicos, principalmente.

Rendimento: Resultado do produto subtraído pela despesa, contabilizando não somente a quantia do tesouro como também toda a capacidade de gerar renda dos cidadãos com renda ativa na economia do país. Exemplos: Salário, condições salariais, lucratividade, rentabilidade, rendimento obtido por trabalho informal sem carteira assinada, entre outros. 

PNB

O Produto Nacional Bruto funciona de forma parecida do PIB, com a diferença de contar apenas as empresas nacionais. Governantes realizam a distinção para medir o nível de força das empresas nacionais frente ao investimento internacional na iniciativa privada.

Fortificar os empreendimentos nacionais se faz necessário para que a moeda não encontre desvalorização, prejudicando queda no consumo interno, aumento da inflação e congelamento na geração de emprego.

PNL: Resultado entre produto e despesa da PNB. 

Indicadores Populares:

  • Consumo Real por Habitante – CRH
  • Índice de Preço ao Produtor – IPP
  • Índice de Preço ao Consumidor – IPC
  • Imposto sobre Produto Industrializado – IPI

Nível de Inflação

  • PIB
  • PNB
  • PNL
  • Produto per Capita
  • Taxa de Desemprego

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Banco

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *