Indicadores da Análise Técnica

A Análise Técnica: Seus Fundamentos

A análise técnica é a base para quem investe no mercado financeiro, principalmente ativos de renda variável, ações e investimentos de curto e curtíssimo prazo. Ela analisa a movimentação e oscilação de mercado por meio do uso e leitura de gráficos e ferramentas disponibilizadas para a leitura e compreensão dos pontos gráficos. A análise da oscilação de mercado é em cima de três fatores principais, o preço, volume e a taxa de remuneração (taxa de juros).

A análise técnica esta fundamentada em algumas premissas básicas, os preços se movimentam em projeções e tendências, a história tende a se repetir e os movimentos de mercado descontam tudo. As condicionantes que afetam o preço, seja de cunho comportamental do consumidor, seja fator político e macroeconômico já afeta o mercado e já transparecem no preço ajustado de mercado. É uma visão ortodoxa, na qual o mercado tem o poder de auto ajuste, e qualquer mudança em variáveis múltiplas que afetam o mercado, automaticamente desencadeia na modificação e ajuste de preço, por isso os movimentos de mercado descontam e ajustam tudo.

Para melhor compreensão, é somente pensarmos na lei de oferta e demanda, se um ativo está com um preço muito alto, logo pensamos que a sua demanda está muito alta. Ou seja, há uma demanda muito maior do que a oferta, o que torna o mercado um pouco limitado com uma oferta escassa de produto, pensando de maneira mais radical. Como o preço está alto, isto chama a atenção para a entrada de novos ofertantes no mercado, mais pessoas buscam oportunidades e maiores lucros, com a maior entrada de produtores, o preço vai tender a cair e assim o preço irá abaixar até o ponto de equilíbrio de mercado onde a demanda será igual a oferta. Essa troca de preços, dada a dinâmica de mercado é refletida nos preços e oscilações gráficas.


Quanto as movimentações de tendencias, é um fundamento gráfico, no qual é possível identificar as tendencias e orientações de preços dos ativos, “se uma tendência está ocorrendo, é mais provável que ela continue do que reverta seu movimento.” As tendências podem também se basear na premissa de que a história se repete, no qual padrões gráficos tende a ocorrer de forma a prever o futuro de mercado.

A análise técnica proporciona grandes vantagens, é mais flexível em comparação a análise fundamentalista ( que foca somente em um setor do mercado), é possível realizar esta análise de forma diversificada. Além disso permite que o investidor tenha uma visão do todo, já que os mecanismos e variáveis de mercado se correlacionam de maneira direta e indireta.

A crítica a análise técnica de muitos especialista é quanto a propaganda de que há fórmulas rápidas para o sucesso no mercado financeiro, o que é impossível. Para ter sucesso no mercado de ativos, principalmente de curto prazo é necessário muito estudo, muita leitura, muito teste de indicadores e assim experiência na tomada de decisões. E neste post iremos aqui listar e especificar um pouco sobre indicadores utilizados na análise técnica, o mais citados e recomendados.

Indicadores da Análise Técnica

Hoje existem milhares de tipos de indicadores de análise técnica, e se você parar para tentar estudar todos os variados tipos de indicadores não terá tempo de ganhar dinheiro no mercado de ativos. Não existe fórmula mágica que irá garantir o ganho e aumento da lucratividade de investimentos, mas o uso de indicadores de analise técnica é um caminho de tentar compreender e prever comportamentos de mercado.

Muitos especialistas desenvolvem metodologias de combinação de indicadores técnicos, e além disso há outros fatores que influenciam a escolha de ferramentas como por exemplo o tipo de perfil trading utilizado pelo investidor. Assim alguns tipos de indicadores não servem para certos investidores. E no meio de tantas opções qual melhor indicador escolher?

Os indicadores são em sua maioria derivados de outros valores, normalmente de uma base de dados recentes, sério de preços do ativo. A eficácia de seu uso pôde ser comprovada ao longo dos anos, e por meio de investidores de sucesso, de grosso modo os indicadores auxiliam e guiam o investidor a ter uma previsão de mercado, alertá-lo e confirmar estas probabilidades.

Neste post separamos alguns indicadores mais utilizados que podem fazer parte do seu portfólio de indicadores e usos em setups de aplicações nos seus investimentos.

  • Suporte e Resistência

    As linhas de resistência e a linha de suporte é a base de quem atua na bolsa de valores com ações e especulação. Em um gráfico, estas linhas indicam a psicologia de mercado, sendo os níveis que investidores estão dispostos a comprar ou a vender as ações. E quando estas linhas se quebram, um novo equilíbrio será encontrado. As linhas de suporte representam a a disposição de compra de investidores, já a linha de resistência a disposição de venda destes. Por isso estas duas são ditas como a psicologia do mercado, já que indica a lei de oferta e demanda dos ativos.

  • Linhas de Tendência

    As linhas de tendência é o modo mais simples de entender o comportamento e movimentação de preços de mercado e com ele você pode entender quando há um início de movimento de baixa ou de alta. Estes indicadores são o melhor amigo do investidor. Dentre estes indicadores que sinalizam linhas de tendência é possível citar o MACD, o Aroon, o IMD ( índice de movimento direcional) e SAR Parabólico.

  • Estudo de Volume

    O estudo do volume no mercado financeiro é importante e relevante já que auxiliam a definir o movimento de preço. Esta ferramenta tenta analisar e avaliar o volume, ou seja, a quantidade de dinheiro que entra ou sai de uma determinada ação, mensurando assim a força de venda e de compra. Entre os indicadores mais usados estão o OBV ( On balance volume), ADL (Acumulação / distribuição) e Oscilador de Chaikin.

  • Stop de Volatilidade ATR

    Tudo na economia é interligado e as forças de mercado são reagentes em cadeia, há momentos de grandes turbulências e momentos de melhora, com certezas sobre o futuro e expectativas de mercado. Fatores adversos que correlacionam estes, afetam diretamente os preços e oscilações de mercado, de modo que em dados períodos a variação de uma ação pode variar em 20% e em outros períodos variar somente 1%. Os indicadores capazes de mensurar tais modificações e tendências de mercados auxiliam o investidor a saber o que esperar da oscilação de preço de mercado, levando em consideração o comportamento recente mercadológico, e assim conseguem apontar movimentos fora do padrão. Entre os indicadores que representam e apontam estes tipos de comportamentos podemos citar Bandas de Bollinger, Amplitude de Variação ou a chamada ATR, os canais de preço ou Canais de Keltner.

  • Média Móvel Simples e Exponencial

    Estes são os tipos de indicadores mais difundidos e utilizados no mundo do mercado financeiro. São utilizados de maneira simples, sendo eles o ponto de partida inicial para quem está iniciando no mercado financeiro. Eles são calculados a partir de preços de períodos de tempo anterior, e tendem a amenizar o preço no momento, e a partir deste histórico apontar um provável movimento de mercado.

    Como consideram preços passados, este indicador é classificado como “lagging indicators”, ou seja, este indicador não darão sinais de entrada ou saída com antecedência, mas são bons em indicar a tendência de preço de mercado, não sendo os mais rápidos. Neste tipo de indicador podemos citar o MME ( Média Móvel Exponencial) e o MMS ( Média Móvel Simples).

  • Momento

    Este indicador tem como objetivo específico mensurar a taxa de variação de preço, quando um ativo abaixa ou aumenta seu valor, esta ação pode perder ou ganhar momento. É um indicador importante para especificar situações de venda ou situações de compra. O momento aumenta quando o crescimento ou decréscimo ocorre de modo rápido, assim acarretando em momentos de sobre venda ou momentos de sobre compra. São indicadores chamado “leading indicators”, ou seja, indicadores que têm como característica apontar de modo antecedente as oscilações nas taxas de preços de ativos de mercado. Estes conseguem apontar sinais antecedentes, sendo importante para no uso cotidiano de investidores. Dentre estes indicadores, podemos citar Índice de força relativa, TRIX e Indicadores estocásticos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Investimento

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *