Como Saber Quando o Dinheiro é Falso

Diariamente circulam no Brasil milhares de moedas e cédulas que teoricamente possuem validade e dão direito a aquisição de bens, sejam eles quais forem. Não há como pensar em sua vida sem dinheiro, pois dependemos dele para fazermos os mais simples movimentos do dia a dia, como comer, vestir, se divertir, se locomover, etc. Esta certo, que algumas pessoas lhe atribuem mais importância do que outras, mas no geral todos somos meio escravos de nossa moeda corrente. Então não fica difícil de pensar que, no meio de toda essa grana que gastamos, trocamos, emprestamos, circulam notas falsas, sem nenhum valor, que na maioria das vezes, ainda possuem uma falsificação grosseira e mau feita.  Mas só quem já caiu no golpe na nota falsa, sabe como é humilhante trabalhar, investir e receber em troca do seu esforço, um papel qualquer. Sim , porque é fato que dinheiro que não é fabricado pelo banco central não tem valor nenhum. Essa situação tende a causar uma revolta muito grande. E para que esse constrangimento não surja, o Banco central investe em impressões especificas que dificultam a cópia e falsificação das notas no Brasil.

Implicação

De cara,  podemos identificar a falsidade de uma nota, já que as notas válidas são feitas de fibra de algodão, o que facilita seu reconhecimento pelo tato. A textura da fibra do algodão é diferente do que um papel qualquer. Mas é óbvio que os falsificadores de dinheiro, na maioria das vezes, fazem um trabalho muito similar ao banco, chegando a confundir até quem esta acostumado a lidar com as notas o dia todo. Então o banco investe em peculiaridades como marcas d’água, fibras coloridas, fibras luminescentes( aparecem na luz ultra violeta) e fios de seguranças. E vão mais além, por exemplo a nota de 20 reais ainda possuí mais uma marca de segurança, é conhecida como a faixa holográfica, que é aplicada só depois que o papel já foi fabricado. Depois de todo o processo de impressão, ainda existe uma fase em que elementos de segurança são registrados no papel, são eles: o registro coincidente, a imagem latente, os fundos especiais e as micro impressões. Além de tudo isso, as cédulas brasileiras ainda possuem marca tátil e numeração. E se com tudo isso ainda acontecem muitas cópias do Real, devemos ficar atentos em como reconhecer o verdadeiro dinheiro.

Falsificar

Como é a Verdadeira Cédula Brasileira

Para identificar a veracidade de uma cédula existem algumas dicas importantes, primeiro segurando a nota contra a luz, devemos observar no lado esquerdo , da parte branca se existem figuras que variam de acordo com o claro ou escuro. Outra questão importante, cada nota tem impressa uma imagem diferente, no caso por exemplo da nota de um real, a imagem é da bandeira nacional ou da mulher. ( república). A nota verdadeira de 2 ou 20 reais apresentam elementos gráficos, por barras ou elipses que auxiliam a compreensão de deficientes visuais pelo valor da cédula.

Como Saber Quando o Dinheiro é Falso

Campo Visual

Para perceber a validade com o campo visual, podemos levantar a cédula na altura dos olhos e no lado esquerdo inferior conferir a existência de uma tarja com a palavra REAL(IS) e as letras BC que estarão escondidas. E se a nota passar por esses teste mas ainda ficar aquele desconforto de não ter certeza da sua validade, ainda é possível observar mais de perto outras alterações feitas somente pelo banco central. Para isso , é necessário o uso de lente d aumento e só assim podemos perceber a presença de pequenos elementos que estão escondidos nas notas. Um exemplo são as letras BC que estão no interior dos números maiores e que dizem o valor das cédulas. Ou então aparecem na faixa clara da figura da república que esta presente em qualquer nota de qualquer valor. As letras também podem estar escondidas nos troncos de árvore do mico leão dourado, que estão impressos nas cédulas de 20 reais. E como já citamos, o tato pode ajudar muito no reconhecimento do dinheiro verdadeiro, no caso da figura da república é possível sentir em alto relevo as legendas “República federativa do Brasil”, “Deus seja louvado” e “Banco Central do Brasil”. Com já havia dito também, o dinheiro no Brasil é numerado, e essa numeração é única, portanto não é possível encontrarmos duas notas com o mesmo número e mesma denominação, para isso existem letras que determinam a série e os números de série jamais se repetem.

As fibras coloridas e luminescentes também desempenham um papel muito importante na autenticidade do material. No primeiro caso são fios da cor verde, vermelho e azul que estão espalhados por todo o papel. E no caso das fibras luminescentes, já fica um pouco mais complicado de comprovar na hora. Já que essas fibras só podem ser identificadas através da exposição a luz ultra-violeta. E quando expostas elas aparecem com a cor lilás. 

Falsificação

Falsificar dinheiro é crime previsto no artigo 289 do Código penal e sua pena pode chegar até 12 anos de prisão, e saiba outra questão importante, quem passa uma cédula sabendo que a mesma é falsa também pode ser preso e condenado a até 2 anos de detenção. Portanto se acontecer de uma nota dessas parar em suas mãos a medida mais segura e correta a ser tomada é ir até o Banco Central e apresentar a cédula que será trocada por uma verdadeira. Ninguém pode ser condenado a falsificação quando age de boa fé, isto quer dizer, se você não sabe que esta portando um material falso não pode responder pelo crime.

Autoria: Clarissa Pippi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>