Sobram Vagas na Construção Civil

Enquanto em outros setores da economia brasileira, faltam vagas e tem muita gente a procura de emprego, em algumas regiões do país, na construção civil as vagas estão sobrando e as dificuldades para o preenchimento destas é grande.

Na realidade são muitas vagas para diferentes profissionais como arquiteto, engenheiro civil, gerentes de obras, encarregado de obras, armador de ferros, apontador de obras, cooperador de obras, pedreiro, servente, carpinteiro, eletricista entre muitos outros profissionais.

Atração para as indústrias

Sobram Vagas na Construção Civil

Sobram Vagas na Construção Civil

Segundo o presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Mato Grosso do Sul (CREA/MS), o engenheiro Jary Castro, são muitas as indústrias das mais variadas áreas que, atraídas pelo clima e pelas terras de ótima qualidade, pela boa localização geográfica e pelos incentivos que o governo vem oferecendo, estão cada vez mais chegando ao Mato Grosso do Sul.

A chegada destas indústrias tem em especial, provocado uma grande procura pela mão de obra especializada o que também tem ampliado muito o mercado em que profissionais de diversas engenharias podem atuar.

A demanda

Empregos

Empregos

O setor que está especialmente aquecido faz com que surjam muitas novas oportunidades de emprego nas mais diferentes áreas. Muitos são os pedreiros que apesar de anos trabalhando na construção civil nunca tinham tido uma procura tão grande por seus serviços e com isso as oportunidades para quem deseja realmente trabalhar, se ampliam.

São muitas as profissões, em sua maioria ligadas a construção civil que buscam profissionais competentes.

Admissões

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do mês de janeiro ao mês de abril deste ano de 2010, o número de admissões em Campo Grande do Sul e no Estado, foi nada menos do que 5.873 somente no setor da construção civil.

Na capital o número de trabalhadores que tem vínculo empregatício chega a 16.664 enquanto que no Mato Grosso do Sul esse número é de 24.638 trabalhadores.

Dificuldades para preencher vagas

Projetos

Projetos

Prova de que o setor da construção civil está aquecido nesta região é o fato de que sobram vagas na construção civil tanto que a Homex, que é uma construtora mexicana, anunciou um empreendimento na região que está mobilizando o setor para o preenchimento das vagas anunciadas.

Com isso a Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (FUNSAT) tem feito esforços concentrados no sentido de preencher 1.440 vagas que a construtora está oferecendo. Apesar de todo o esforço a Homex não está conseguindo preencher estas vagas.

São vagas operacionais e para isso a busca é por trabalhadores que tenham capacidade de atuação direta na obra, são azulejistas, pedreiros e mestre-de-obras. Há poucos dias foi feito levantamento e ainda havia 566 vagas para preencher, o que representa 40% do total oferecido pela construtora.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Mercado

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Tenho 51 anos trabalho no seguimento da construção civil há mais de 25 anos, sempre atuando na administração.Comprador.encarregado. almoxarife.

    sou gradual faço pós não consigo nada a altura dos meus conhecimentos.

    o que Srs. Tem dizer disto aí.

    Sds

    José Alberto dos Santos 27 de novembro de 2011 18:56
  • quero e preciso de uma oportunidade de emprego,na aréa de rejnte,copeira e limpeza,desde já agradeço á atenção,um abraço…

    sarita 25 de janeiro de 2012 9:18
  • meu nome é sarita,moro em salvador-ba,no bairro do retiro,sou casada,tenho um filho e quero muito essa oportunidade de trabalhar com vcs…

    sarita 25 de janeiro de 2012 9:20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *