Liberalismo Político e Econômico

Com frequência, ouvimos dizer que existem batalhas entre liberalistas e intervencionistas para saber qual ideologia econômica é a correta para seguir como tendência na economia dos países do mundo. O liberalismo ficou na história por ter sido o movimento que retirou a igreja após quase mil anos de poder. As formas políticas e econômicas, embora distintas, são dependentes para explicações pragmáticas sobre o pensamento político. Os movimentos em si inspiraram diversas revoluções históricas: Puritana, Gloriosa, Liberal do Porto, Americana e Francesa.

Imagem de Amostra do You Tube

Liberalismo Político

O estado liberal retirou o absolutismo do poder, por duas razões. Primeiro em consequência da ascensão da classe burguesa, segundo em consequência da miséria que assombrava não apenas o velho continente como também outras nações recém-independentes do colonialismo. O surgimento do liberalismo político vai de encontro com o movimento iluminista que emergia no território Europeu como novas perspectivas utópicas da idealização de perfeição no mundo via ciência.

Em termos gerais, o liberalismo político está relacionado com o pensamento do que os seres humanos possuem naturalmente diretos fundamentais. Os direitos humanos estão intimamente relacionados com a doutrina, assim como acordos entre nações para que cada pátria viva com liberdade política, em ambientes democráticos, de livre escolha.

Neste sentido o estado não pode invadir os direitos inerentes da população livre no liberalismo político, ao contrário de outros regimes, como a ditadura ou o absolutismo. O liberalismo representa uma doutrina limitada os poderes e as funções de Estado que por tese seria subordinado pelas regras gerais denominadas leis.

Liberalismo Econômico

O comunismo (anarquismo), por conceito, seria a própria evolução do liberalismo econômico e não o caos das liberdades individuais como grande parte das pessoas passou a entender depois das da guerra fria. Os anarquistas visam o fim do estado por acreditar que a própria sociedade pode administrar comportamento coletivo e as oportunidades de prosperar. Os políticos além de burocratizar o sistema também são corruptos, o que atrasa a máquina assistencialista do Estado.

Sociedades preparadas de maneira cultural não precisam da administração política, mas sim, de conjunto de lei respeitadas pelo coletivo. Em países sem níveis laicos, caso do Irã, não acontece liberalismo político, todos respeitam as leis impostas por forças religiosas ou ditatoriais, acontecendo supressão das liberdades individuais contrárias.

Princípios Elementares no regime Político Liberalista

  • Eleições livres
  • Regime Democrático
  • Transparência na administração do erário público
  • Conjunto de lei à proteção individual e civil segundo preza os preceitos dos direitos humanos estabelecidos pela ONU (Organização das Nações Unidas).
  • Governo com livre consentimento dos governados
  • Igualdade de lei entre os cidadãos
  • Direitos à população

  • Maior equilíbrio na renda populacional
  • Espírito nacionalista

Pensadores Clássicos do Liberalismo Político

  • John Locke
  • Adam Smith
  • Montesquieu
  • Anders Chydenius

Mito da Democracia

O historiador marxista Eric Hobsbawm foi um dos pensadores que apontavam mito no ideal de democracia. A igualdade entre todos os cidadãos nunca foi realidade na história da humanidade, desde os tempos clássicos até a moderna.

Segundo a mitologia grega, em território grego, homens e mulheres com cidadania poderiam exercer o poder de voto até o momento em que aconteceu a Ira de Netuno. Na fundação de Atenas foi feita eleições para saber quem seria o símbolo principal da cidade, Atenas (Minerva) ou Poseidon (Netuno).  As mulheres votaram em Minerva enquanto que os homens escolheram Poseidon. No resultado final, a candidata feminina venceu por um voto, fator que provocou a ira de Netuno.

A cidade foi atacada por sequencia de ondas gigantes junto com trovões que destruíam casas e danificava grandes construções. Após uma enorme confusão apaziguada por grande parte dos deuses, as mulheres ficaram submetidas a diversos castigos. De certa forma, esta representava a explicação dada pelos governantes atenienses para vetar o voto feminino, cultura que se proliferou por todo território grego.

O fato evidencia que nem mesmo a Grécia antiga foi democrática, por inteiro, assim como demonstram os conceitos de liberdade, principalmente aqueles escritos da Carta da Independência dos Estados Unidos, país que sempre teve o respectivo estereótipo, e ao mesmo tempo, abriga uma das maiores desigualdades sociais do mundo.

Liberalismo Econômico

Pensamento econômico e político que acredita no funcionamento da liberdade individual em diversos campos da sociedade. John Locke e Adam Smith são tidos como os dois pais do pensamento, ambos mudaram a forma de encarar o mundo com as suas teses publicadas entre os séculos XVII e XVIII.

Os cidadãos podem agir com individualidade por compreenderem de forma clara como funciona a realidade. A propriedade privada representa ponto chave na discussão por ser algo exclusivo ao possuidor. Os liberais acreditam que a liberdade humana representa presunção universal.

Imagem de Amostra do You Tube

As leis precisam de aspiração igual para todos os grupos da sociedade, independente do nível social ou econômico. O liberalismo jurídico representa pressões e ao mesmo tempo, imparcialidade nas decisões. O mercado livre pode ser considerado como ações realizadas sobre recursos escassos sem que exista interferência política ou mesmo de interessantes particulares. Vale ressaltar que o sistema difere da visão mercantilista.

Talvez a maior representação do governo liberal aconteceu entre 1839 e 1840 em território francês. O nacionalismo fica em alta entre os componentes das nações, influenciando inclusive nas decisões de Bismarck na Unificação da Alemanha, de Manzini e Garibaldi, durante a Unificação da Itália.

Alguns historiadores apontam o surgimento do liberalismo como resultado das expansões napoleônicas somadas com a história da democracia. A teoria política pressupõe a doutrina liberal como aquela diferentes das não-liberais, como no caso do populismo, totalitarismo e plebiscitário. Em termos gerais, o pensamento liberal na economia se apresenta em tempos, locais e datas diferentes. Nesta ótica fica impossível fazer algum plano pontual.

Moedas

O liberalismo começa na Guerra Civil Inglesa. Representou um pensamento utilizado inclusive, como força da intelectual para exterminar as guerras religiosas. O reconhecimento mundial começou com a Revolução Americana, que de certa forma, se iniciou como um novo ritmo sobre a concepção do desenvolvimento humano.

A tendência do pensamento foi diminuída com o surgimento das Grandes Guerras Mundiais, evidenciando que a doutrina acabou com as batalhas da religião para estar presente nos dois maiores conflitos da história humana. Hoje em dia, as democracias liberais defendem a descentralização política de ordem econômica.

Por Renato Duarte Plantier

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>