Dicas para Quem vai Comprar Ações em Bancos

Bancos são os mais procurados entre pessoas que desejam investir de acordo com Karina Sanches, analista na Concórdia Corretora. A especialista aponta que representa opção interessante entre investimentos de médio e longo prazo. Porém, ações possuem maior risco do que outros modos para investir, caso da conta poupança, por exemplo.

Para momentos positivos na economia consiste em método indicado. Quem investe deve ficar com a atenção redobrada no momento de selecionar a ação ao longo prazo. Existem bancos com destaque na renda, mas também podem oferecer maiores riscos. Sanches indica três dicas fundamentais para investir no mercado de ações.

TOP 03: Investir nas Compras de Ações

01-Spreads Bancários Baixos: O alerta inicial se relaciona com as modificações na renda do investimento que mudou se comparadas com a situação no passado, quando instituições bancárias conseguiam conquistar maior renda e por consequência distribuía maiores rentabilidade para clientes.

Tenha em mente de que anos de fraco crescimento e taxa de juro inferior a dois dígitos são indícios de que spread trazem pouca rentabilidade e alto risco. A diferença entre as taxas de juros cobradas dos tomadores de crédito consiste no valor do spread bancário pago aos depósitos.

Não se pode ignorar o fato que no momento da instituição bancária realizar empréstimo, costuma a cobra taxa superior do índice de captação. A diferença entre as duas modalidades econômicas representa o spread bancário.

02-Crescimento Baixo – Concessões de Crédito: Analistas apontam que os investidores do setor não podem aguardar aumento do crédito, como aconteceu antes de explodir a crise mundial, que imprimiu crescimento menor aos bancos e às nações. Países que crescem de modo moderado ou apresentam inadimplência em excesso acaba tendo menor possibilidade de conquistar empréstimos para realizar investimentos.

No mês de dezembro de 2012 a taxa de inadimplência de pessoas físicas no Brasil registrou maior valor desde novembro do ano de 2009, registro de quase oito por cento. Comparado com o último período mensal de 2011 a taxa subiu 0,5 pontos percentuais. Vale ressaltar que governantes esperavam queda na taxa levando em conta que estimulam o consumo nacional. Dentro da contabilidade estão os atrasos de pagamentos que ultrapassaram o limite de noventa dias.

03-Investiomento em Longo Prazo

Investidores experientes e inexperientes precisam notar quer investimento de ações do banco precisam ser de longo prazo. Contraindicado retirar a quantia ou revender o título no primeiro momento de baixa.

Os mercados são voláteis e se a empresa investida for à correta, cedo ou tarde o indicie vai aumentar. Investidores que não pretendem deixar o dinheiro por longo tempo no ativo ou operar em Day Trade devem optar por outras formas de investimentos.

Durante as compras de ações os compradores se tornam sócios das empresas. Quem deseja contar apenas com a rentabilidade pode deter de títulos preferenciais. Em termos gerais o mercado de receita variável está direcionado de modo direto entre opções de médio ao longo prazo. No setor de banco a metodologia possui ainda maior força.

Adquirir espaço da empresa representa acompanhar os passos dela, as metas, resultados e perspectivas futuras. E não apenas dela, como dentro do setor de modo completo. Por esse motivo é sempre aconselhável investir em setores de negócios referentes com a formação acadêmica ou nível de conhecimento de investidores.

Ações no Banco do Brasil

Deutsche Bank recomendou investir nas ações do Banco do Brasil de acordo com relatórios que conta os quatro últimos meses de 2012 e aponto “resultados encorajadores”.

Os especialistas que participaram do estudo apontam a margem líquida e os níveis qualitativos dos ativos que permanecem estáveis e representa verdadeiro alento aos investidores que visam investir ao médio e longo prazo.

Deutsche aponta enxergar em níveis qualitativos o investimento no banco federal brasileiro. A expectativa positiva acontece em virtude da abertura de capital na unidade de seguros: BB SEGURIDADE.

Especialistas recomendam compra de ações ordinárias com preço considerado justo em termos mercadológicos, cerca de R$ 33, valor calculado com base nas estimativas de analistas para o desempenho econômico da empresa. Para existe fato concreto o preço depende de condições da oferta e procura por ações mercadológicas.

Dicas para Comprar Ações no Banco

A: O primeiro passo básico está em abrir conta junto com empresa de corretagem das ações, caso dos bancos que oferecem os serviços, por exemplo. Siga instruções concedidas por gerentes ou no próprio site referente à transferência do dinheiro para a conta de corretagem e no sentido de cobrir a compra acionária;

B: Não se esqueça de que as operações possuem custos extras, caso de IR e comissão do banco por lucros. As páginas de status na internet oferecem os valores com riqueza de detalhes, desde o primeiro ato de compra até à venda final do ativo;

C: Cuidados de pesquisa é importante em qualquer momento da vida, inclusive na hora de realizar a compra da ação via instituição bancária. Existem empresas de corretagem no mercado capazes de realizar análises com riqueza de detalhes das empresas que pode oferecer os serviços financeiros na bolsa de modo oficial;

D: Por outro lado, empreendimentos do gênero encontrados na internet podem não oferecer o serviço, tornando a vida do investidor um pouco mais difícil. Determine os objetivos antes de confirmar o investimento nas ações do banco;

E: Ao pesquisar na internet é possível comprar de modo instantâneo nos sites dos bancos que possuem links diretos aos investidores, além de informar grande parte dos dados necessária às tomadas de decisões;

F: Determine o número ações e o preço que deseja comprar. Necessário entrar em contato com o corretor no sentido de introduzir ordem de compra, que pode ser pelo valor de mercado, valores superiores ou inferiores. Caso não seja feita a transação a ordem de compra será cancelada ao final do dia;

G: Ótima maneira para saber o que comprar de modo correto está em ficar com a atenção redobrada às notícias divulgadas na imprensa ou via banco sobre variação no preço da ação;

H: O banco cresce com sucesso? Dividendos pagos de modo e no tempo correto? A instituição bancária sofre com problemas de economia? Todas são perguntas necessárias antes de confirmar a compra.

Artigo Escrito por Renato Duarte Plantier

  • Fonte: Economia.uol.com.br
  • Fonte: Exame.abril.com.br
  • Fonte: Comprason-line.net

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Investimento

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *