Taxas de Juros para Financiamento

Taxas e Juros

A normatização das taxas de juros no Brasil estabelece critérios sobre os juros cobrados em nosso país. O Códico Civil Brasileiro, no Cap. XV, dos juros legais, estabelece que todos os juros moratoriais, quando não convencionados, serão de 6% ao ano e também de 6% ao ano os juros não convencionados. Para os juros derivados, na mesma regulamentação, o Artigo 1.262 diz o seguinte: é permitido, em cláusulas especiais, fixar juros ao empréstimo pessoal de dinheiro, em valores acima ou abaixo do fixado por Lei, que é de 6% ao ano. Mais adiante, diz a Lei, em outro artigo, ser proibido taxar acima do dobro do permitido por Lei. É bom observar que esta Lei é muito antiga e está praticamente fora de uso, embora ainda esteja em vigor. Por este motivo as Taxas de Juros para Financiamento, nos dias atuais são fixadas pela lei do mercado, o da oferta e da procura apologiando o valor do dinheiro extra.

Critérios Para Fixação de Juros Para Financiamentos

De um modo geral, para se estabelecerem os critérios para cálculos de juros, o primeiro ator a ser considerado é o tempo para pagamento do empréstimo rápido, quanto mais prolongado o tempo, mais se eleva a taxa de juros. Algumas empresas levam em consideração ainda, a idade do tomador do empréstimo. Para os empréstimos consignados, são sempre mais baixas, pois os valores são descontados em folha e o risco de inadimplência não existe, um verdadeiro negócio do futuro para as instituições financeiras. A Segurança em Primeiro Lugar, neste caso é o critério. Para os idosos e aposentados, o critério é o mesmo.

Outras normas para o estabelecimento das taxas de juros são as condições de riscos oferecidas pelo bem a ser financiado, principalmente quando o bem fica em garantia do pagamento. Os Pobres Pagam Mais, é uma contradição, mas também é uma realidade, pois ao oferecerem menores condições de garantias pelos seus parcos bens, acabam pagando taxas mais altas, as conhecidas taxas de risco, que embora não declaradas, existem.

Financiamento

Na verdade, não é uma tarefa fácil identificar ou estabelecer as taxas de juros reais de seu financiamento, pois na hora do parcelamento da compra de seu carro, por exemplo, geralmente você está informado pela mídia ou por um vendedor sobre a taxa de juros X, que não é a utilizada na realidade. A parcela poderá ficar muito abaixo do valor calculado, se for exigida transparência no cálculo, pois ai encontrará, com certeza, uma grande diferença para menos, graças à eliminação dos juros embutidos, uma constante nos cálculos de juros para financiamentos. Esta exigência está entre os Direitos ao Consumidor, e você deve fazer valer os seus direitos, pois se você não lutar por eles, ninguém mais o fará.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Financiamento

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *