Os Efeitos da Dívida em Sua Vida

Cartão de crédito, contas de lojas e empréstimos pessoais não contribuem para a independência financeira. A razão para isso é que, com prestações elevadas e taxas de juros elevadas, o seu rendimento disponível por mês fica totalmente destruído. Em suas faturas, o saldo parece que não mudou depois de meses de pagamentos.

Se você não tem dívidas, mas tem dinheiro guardado na conta, você ganha juros de 7% ao ano, o que é muito melhor do que ter que pagar um empréstimo em 17% ou mais de juros a cada mês. Cada pagamento da dívida poderia ter sido o dinheiro que é usado para investir ou economizar.

Eliminando Dívidas

Um método testado e comprovado de eliminar as dívidas da sua vida é parar de comprar a crédito. Inicie um plano de pagamento para reduzir suas dívidas atuais o mais rápido possível. Viver abaixo do seu padrão por um curto período de tempo vai ajudar a fazer isso.

Depois de alguns meses você poderá se acostumar a uma vida um pouco mais frugal. Se você tem uma sorte inesperada e ganha um dinheiro que você não estava esperando, divida o dinheiro e use uma parte para pagar dívidas, um pouco para a poupança e uma parte para gastar consigo mesmo.

Pense Antes de Gastar

Pouco antes de você passar o seu cartão de crédito, use alguns minutos para parar e pensar. Se eu comprar esse item hoje no crédito irá afetar meus objetivos financeiros? Vou ter que mergulhar em minhas economias antes do próximo dia de pagamento? Se eu economizar nisso e pagar em dinheiro quanto dinheiro vou economizar, se pagar em 6, 12 meses ou mais? 

Por exemplo, se você viu um sofá por R$ 500,00 (preço à vista) e você fosse comprar isso no seu cartão de crédito a uma taxa de juros de 20%, quanto seria o custo do sofá se você financiasse em 6 meses? Basta usar uma fórmula simples de R$ 500,00 x 20% = R$ 100 e dividir por 2, pois estamos comprando em 6 meses, excluindo os encargos financeiros ou encargos bancários, esse sofá custaria R$ 550,00.

Isso não parece muito, mas se você tem 10 operações semelhantes, aparece um adicional de R$ 500,00 e mais de 6 meses de recuperação. Isso é desperdício de dinheiro, especialmente se os itens foram compras impulsivas, coisas que você poderia ficar sem.

Nós somos nossos piores inimigos, eu aposto que na próxima vez que você quiser comprar alguma coisa com seu cartão de crédito, você vai tentar convencer a si mesmo se esta compra é necessária. Se você precisa de crédito para sobreviver a cada mês, até para o essencial, vá até o gerente do seu banco ou atrás de um conselheiro financeiro respeitável para discutir suas opções, antes de acabar sem posses ou, eventualmente, perder bens por causa de uma grande dívida que você tem que pagar. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Empréstimo

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *