Como Arrecadar Dinheiro Para ONG

Organizações sem fins lucrativos de alguma forma precisam fazer a captação de recursos para que possam desenvolver o seu trabalho em prol de sua causa. O que se observa, entretanto, é que nem sempre as ONGs tem um perfil empreendedor o bastante para que possam arrecadar dinheiro suficiente para seguir adiante.

É necessário que haja a compreensão de que captar recursos vai muito mais além do pedir dinheiro. É exatamente devido a essa necessidade de mudança de pensamento que nos últimos anos o termo “captação de recursos” vem sendo substituído por “mobilização de recursos”. Com isso se visa otimizar os recursos que existem.

Recursos

Os recursos em questão podem ser físicos como doações de produtos e dinheiro bem como humanos no caso de trabalho voluntário. Para tornar o processo de captação e mobilização dos recursos mais eficiente é importante que as ONGs passem a trabalhar com foco em três aspectos que são:

  • A análise;
  • O planejamento;
  • A pesquisa de fonte de recursos
  • Estratégias para captar esses recursos.

O Início

A primeira coisa que deve ser feita antes de começar a empreitada em busca de captação de recursos é conversar com os líderes da ONG para encontrar um direcionamento e a melhor política para fazer essa captação. Precisa-se definir qual será a relação que os financiadores terão bem como a forma como esses recursos concedidos serão administrados.

Os financiadores provavelmente desejarão e precisam ter acesso a uma prestação de contas, vale a pena pensar de que forma isso será feito. Os recursos captados financiam o trabalho da ONG e também ajudam na sua divulgação. Para que o trabalho dê certo é fundamental que haja organização.

Organização

A ONG deve manter um arquivo atualizado com todos os dados dos doadores bem como o histórico das doações realizadas e de que forma a pessoa colabora. Com esse histórico completo será mais fácil ficar atento aos resultados das atividades que são realizadas pela sua ONG com os recursos captados.

Com o controle ainda será possível fazer uma projeção do orçamento para os anos seguintes da ONG. Observe ainda que tão importante quanto ter o controle é divulgar os resultados para que os doadores mantenham o desejo de colaborar. Os doadores precisam desse estímulo para continuar fornecendo recursos.

Informativos

Para divulgar os bons resultados que a ONG tem conseguido através da colaboração dos doadores é possível criar informativos, e-mail marketing, boletins entre outros com explicações a respeito das ações da instituição. Com isso os colaboradores saberão que o dinheiro que tem usado para contribuir fazem mesmo a diferença. Fique atento ainda para enviar uma carta de agradecimento pela colaboração dentro de 24 horas ou no máximo 72 horas após a doação.

Exemplo

Para dar o exemplo é importante que os responsáveis pela ONG façam uma doação mesmo que a quantia seja simbólica. Trata-se de dar o exemplo para que outros doadores possam contribuir e ter o desejo de fazer mais pela ONG e por seu trabalho. Quando os responsáveis pela ONG doam além do seu tempo uma quantia simbólica estão reafirmando o compromisso com esse trabalho.

Na Prática

Análise

O primeiro passo para começar o processo de captação é fazer uma análise com o objetivo de saber se a ONG tem como realizar as atividades ou um projeto específico a que se dispõe. Quando se vai pedir dinheiro para doadores é importante que se apresente um projeto consistente em que se saiba o que será realizado com os recursos obtidos. Pense da seguinte forma, por que os doadores irão dispor os seus recursos para essa ONG?

Planejamento

Planejar é essencial para que todos os envolvidos no projeto saibam em prol de que estão trabalhando. Estabeleça um calendário de atividades e faça a distribuição de tarefas para fique claro de que maneira os recursos devem ser captados e como serão usados assim que forem obtidos.

Nesse planejamento deverá constar uma lista de ações importantes; o tempo em que cada ação deverá ser realizada; quem são os responsáveis por cada ação e quais são os recursos necessários. Lembre-se ainda de que será necessário fazer uma avaliação dos resultados de cada ação empreendida para ter certeza de que foram efetivas e para que possam ser feitas melhorias no processo num próximo trabalho.

Atenção

Uma ONG não pode depender de uma única fonte de arrecadação de recursos, nenhuma das fontes pode ser responsável por mais de 60% das receitas, pois se houver algum problema e essa fonte não puder mais colaborar a ONG ficará numa situação bem complicada.

Pesquisa de Fonte de Recursos

As fontes nas quais a ONG vai buscar ajuda podem ser empresas, fundações, pessoas, instituições, venda de serviços, eventos, governo e agências internacionais de financiamento. Com tantas opções é possível que a ONG diversifique as fontes, contar com diferentes fontes de recursos é interessante.

Para encontrar a melhor opção de fonte de recursos a nossa dica é a ONG empreenda uma pesquisa a respeito de cada perfil de colaborador. Observe se tem grande quantidade de empresas na região em que a sua ONG atua ou se existem empresas alinhadas com a sua causa. Tente encontrar um bom perfil de doadores.

Estratégias de Captação de Recursos

A definição de uma estratégia de captação de recursos deve ser feita de acordo com o tipo de fonte de doação a que se vai recorrer. A fonte pode ser institucional, empresarial ou individual. Quando a fonte é institucional uma proposta pode ser enviada com formalidade, dê atenção a sua elaboração.

No caso de doadores individuais a abordagem de captação de recursos pode ser feita em eventos especiais, através de campanhas porta a porta, campanhas, estandes em eventos entre outros. É possível ainda mobilizar voluntários para ajudar na confecção de algum produto que possa ser vendido gerando recursos para que a ONG realize o seu trabalho.

É possível ainda usar o processo de coleta de doações, alguns estabelecimentos permitem que seja colocada uma urna de coleta de doações de roupas e objetos bem como de dinheiro para instituições sem fins lucrativos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dinheiro

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *